Grandes bancos multados em US$ 6 bilhões por manipulação de taxas de câmbio

Nova York, 20 Mai 2015 (AFP) - Autoridades americanas e britânicas anunciaram nesta quarta-feira uma nova multa de quase US$ 6 bilhões a seis bancos que manipularam taxas de câmbio entre 2007 e 2013.

Os bancos americanos Citigroup e JPMorgan e os britânicos Barclays e Royal Bank of Scotland (RBS) se declararam culpados neste novo escândalo financeiro, segundo um comunicado do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ).

Além da punição financeira, o banco suíço UBS perdeu a imunidade que o protegia de eventuais processos penais, enquanto o Bank of America pagará apenas o valor solicitado pelas autoridades para indenizar os clientes prejudicados.

As autoridades acusam os bancos citados de terem utilizado fóruns de discussão na internet e serviços de SMS de forma ilegal com o objetivo de influenciar uma taxa de referência no mercado cambial.

O indicador afetado foi a taxa entre o euro e o dólar, segundo as autoridades, que mencionam um fórum de discussão batizado de "cartel" e que reunia operadores na Bolsa do Citigroup, JPMorgan, UBS, Barclays e RBS.

A maior multa será paga pelo Barclays, US$ 2,4 bilhões.

"Para dizer de maneira simples, os funcionários do Barclays ajudaram a manipular o mercado cambial", afirmou Benjamin Lawsky, diretor do Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos