Bolsas

Câmbio

Desemprego é maior entre jovens e quem não terminou ensino médio, diz Ipea

Da Agência Brasil

  • Marcos Santos/USP Imagens

Jovens entre 14 e 24 anos são os mais atingidos pelo desemprego, segundo texto da Carta de Conjuntura nº 33, divulgada nesta segunda-feira (19), em Brasília, pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Enquanto a taxa total de desemprego alcançou 11,8% no terceiro trimestre deste ano, entre os jovens dessa faixa etária chegou a 27,7%. O desemprego também afeta mais os trabalhadores com ensino médio incompleto (taxa de 21,4%).

O Ipea diz, ainda, que, até meados de 2016, o aumento do desemprego, apesar de ter sido substancial, foi atenuado devido ao fato de muitas pessoas que perderam emprego terem se tornado trabalhadoras por conta própria.

Contudo essa tendência se reverteu no terceiro trimestre de 2016, quando se observou uma queda dos ocupados por conta própria, acrescentou o Ipea.

Salários

Segundo o Ipea, o terceiro trimestre de 2016 não apresentou melhoras na evolução do salário médio do trabalho.

A média de rendimentos ficou em R$ 2.017, R$ 50 abaixo do observado no mesmo período de 2015. No entanto, no cálculo do trimestre encerrado em outubro, a média subiu ligeiramente para R$ 2.025.

A análise do Ipea foi feita com base em microdados da Pnadc (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), do IBGE, e nos informes detalhados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

Receba o Giro UOL por e-mail

Em duas edições diárias, um resumo das notícias mais importantes para começar e terminar o seu dia. É só deixar seu e-mail e pronto!

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos