Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Análise: No pôquer da Opep, Irã e Iraque enfrentam blefe saudita

Por décadas, a Arábia Saudita mandava e desmandava na Opep (Organização de Países Exportadores de Petróleo). De repente, a mesa virou: os sauditas viram seu poder diminuindo diante das forças renovadas de Irã e Iraque. Enquanto os ministros integrantes da Opep se preparam para uma reunião na quarta-feira (30), a Arábia Saudita tenta reafirmar sua autoridade ao indicar que está disposta a se retirar das negociações. Pode ser um alerta genuíno ou um blefe. Mas Irã e Iraque talvez estejam dispostos a correr o risco. Já viram a Arábia Saudita ampliando sua fatia de mercado. E nenhum desses centros de poder é tão dependente do petróleo quanto os sauditas. Deixe sua opinião (Com Bloomberg) Leia Mais

Bolsa fecha em queda de 3%, após 2 altas; Petrobras e Vale caem mais de 5%

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta terça-feira (29) em queda de 2,97%, a 60.986,52 pontos, após duas altas seguidas. Na véspera, a Bovespa havia subido 2,11%. Com isso, a Bolsa acumula desvalorização de 6,07% no mês. No ano, porém, tem ganho acumulado de 40,68%. A maioria das ações fechou em baixa nesta sessão. Dos 58 papéis que compõem o Ibovespa, apenas três tiveram alta. As ações da Vale e da Petrobras, que despencaram mais de 5%, e os papéis dos bancos, que também fecharam com forte queda, ajudaram a puxar o índice para baixo. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Incerteza sobre acordo da Opep derruba o preço do petróleo

Os preços do petróleo nos EUA fecharam em queda de quase 4% nesta terça-feira (29), vendido a US$ 45,23 o barril. Há sinais de que os principais exportadores da matéria-prima estejam com dificuldades para chegar a um acordo sobre corte na produção. A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) se reunirá nesta quarta-feira em Viena em busca de implementar um acordo, anunciado em setembro, para reduzir a produção em cerca de 1 milhão de barris por dia. O objetivo é reduzir o excesso de oferta mundial do produto. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Dólar sobe 0,33% e fecha a R$ 3,396, influenciado pelos preços do petróleo

dólar comercial fechou esta terça-feira (29) em alta de 0,33%, cotado a R$ 3,396 na venda. Apesar do avanço de hoje, a moeda norte-americana acumula queda de 0,52% na semana. No mês, tem valorização de 6,45% e, no ano, baixa de 13,99%. Na véspera, o dólar havia caído 0,85%. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Itália salta mais de 2%

A maioria das principais Bolsas de Valores da Europa fechou em alta nesta terça-feira (29). O maior ganho da região foi da Itália, puxado pela recuperação das ações dos bancos. Os papéis dos bancos italianos UBI, Intesa Sanpaolo e UniCredit subiram entre 3,1% e 5,8%, enquanto a ação do Monte dei Paschi avançou 17,5%. Veja a variação de cada Bolsa abaixo:

  • Itália: +2,13%
  • França: +0,91%
  • Espanha: +0,55%
  • Alemanha: +0,36%
  • Inglaterra: -0,4%
  • Portugal: -0,26%
Leia Mais

Bovespa opera em queda de quase 2%; dólar sobe, perto de R$ 3,40

dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 16h15, o dólar avançava 0,4%, a R$ 3,398 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,88%, a 61.671,57 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para hoje a sessão de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. Os mercados também eram influenciados pela queda nos preços do petróleo. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Irã diz que manterá produção de petróleo nos níveis decididos na Argélia

O ministro de Petróleo do Irã disse nesta terça-feira (29) que o país está preparado para manter sua produção de petróleo nos níveis que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) estabeleceu em uma reunião realizada em setembro na Argélia. "Nós vamos manter o nível de produção que decidimos na Argélia", disse o ministro Bijan Zanganeh a jornalistas, após ser questionado se o Irã iria cortar a produção em conjunto com os outros membros da Opep. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Vale opera em queda de mais de 4%, entre maiores baixas do Ibovespa

As ações da Vale operavam em queda nesta terça-feira (29), acompanhando a baixa dos preços do minério de ferro. Por volta das 15h25, os papéis ordinários da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, perdiam 4,29%, a R$ 29,68. Os papéis preferenciais da Vale (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, caíam 3,27%, a R$ 26,60. As ações da mineradora estavam entre as maiores quedas do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. Deixe sua opinião 

Bovespa opera em queda de mais de 1%; dólar sobe, perto de R$ 3,40

dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 15h15, o dólar avançava 0,48%, a R$ 3,401 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,37%, a 61.996,89 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para hoje a sessão de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. Os mercados também eram influenciados pela queda nos preços do petróleo. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Vale prevê reduzir investimentos para US$ 4,5 bi em 2017

A mineradora Vale (VALE5) estima investir US$ 4,5 bilhões em 2017, ante US$ 5,6 bilhões em 2016, de acordo com apresentação realizada por executivos da companhia brasileira na Bolsa de Nova York nesta terça-feira (29). Em 2018, a empresa também prevê investir US$ 4,5 bilhões. Os aportes da companhia cairiam novamente em 2019, para US$ 4 bilhões e seguiriam nessa trajetória nos anos seguintes, com investimentos estimados de US$ 3,2 bilhões em 2020 e US$ 2,9 bilhões em 2021. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bovespa opera em queda de 1,5%; dólar sobe, perto de R$ 3,41

dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 14h15, o dólar avançava 0,81%, a R$ 3,412 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,53%, a 61.894,93 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para hoje a sessão de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. Os mercados também eram influenciados pela queda nos preços do petróleo. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Ação da Vale opera em queda de 6%, entre maiores baixas do Ibovespa

As ações da Vale operavam em queda nesta terça-feira (29), acompanhando a baixa dos preços do minério de ferro. Por volta das 13h25, os papéis ordinários da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, perdiam 6%, a R$ 29,15. Os papéis preferenciais da Vale (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, caíam 4,07%, a R$ 26,38. As ações da mineradora estavam entre as maiores quedas do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. Deixe sua opinião 

Bovespa opera em queda de 1,8%; dólar sobe, perto de R$ 3,41

O dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 13h15, o dólar avançava 0,64%, a R$ 3,406 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,82%, a 61.709,64 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para esta sessão a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. Os mercados também eram influenciados pela queda nos preços do petróleo. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Ações da Vale operam em queda de mais de 5% na Bolsa

As ações da Vale operavam em queda nesta terça-feira (29), acompanhando a baixa dos preços do minério de ferro. Por volta das 12h40, os papéis ordinários da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, perdiam 5,45%, a R$ 29,32. Os papéis preferenciais da Vale (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, caíam 3,53%, a R$ 26,53. Deixe sua opinião 

Bovespa opera em queda de 1,5%; dólar sobe, perto de R$ 3,41

O dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 12h10, o dólar avançava 0,74%, a R$ 3,41 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,49%, a 61.921,2 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para esta sessão a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. O Banco Central, por enquanto, novamente não anunciou intervenção no mercado de câmbio. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Aneel limitará ganho de acionista se distribuidora de energia descumprir meta de qualidade

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira (29) regra que permite ao órgão limitar a distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio aos acionistas por distribuidoras de eletricidade que descumprirem metas de qualidade no serviço por dois anos consecutivos ou por três vezes em um período de cinco anos. Nos casos de descumprimento, a distribuição de dividendos ou juros sobre o capital próprio ficará limitada a até 25% do lucro líquido. A nova regra é válida para distribuidoras que renovaram os contratos de concessão no final de 2015, como as do grupo Energisa, a Cemig e a Copel, entre outras. (Com Reuters)

Revisão: Economia dos EUA cresce 3,2% ao ano no 3º tri, melhor resultado em dois anos

A economia dos Estados Unidos cresceu a uma taxa anual de 3,2% no terceiro trimestre, o melhor resultado em dois anos. O dado é uma revisão do Produto Interno Bruto (PIB) e foi divulgado nesta terça-feira (29) pelo Departamento de Comércio. Anteriormente, o crescimento do PIB do terceiro trimestre tinha sido estimado em 2,9% ao ano. A taxa de crescimento foi a mais forte desde o terceiro trimestre de 2014, acelerando em relação ao acrescimento de 1,4% do segundo trimestre. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Temer faz ofensiva por reformas para reverter desgaste na política

O presidente Michel Temer lançará nesta semana uma ofensiva para fazer avançar suas reformas econômicas, numa tentativa de reverter o desgaste político que sofreu na semana passada e demonstrar a empresários e investidores que tem apoio no Congresso para aprová-las. O governo conta com uma vitória folgada na votação da proposta que limita o crescimento dos gastos públicos, no Senado. Além disso, planeja anunciar medidas para a indústria do petróleo, regras para a privatização de aeroportos e detalhes de seu projeto de reforma da Previdência, que promete enviar ao Congresso em dezembro. Deixe sua opinião (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

Dólar sobe, perto de R$ 3,40; Bovespa opera em queda de mais de 1%

O dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 11h05, o dólar avançava 0,44%, a R$ 3,40 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 1,05%, a 62.194,86 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para esta sessão a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. O Banco Central, por enquanto, novamente não anunciou intervenção no mercado de câmbio. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Após vitória de Trump, Brasil pode superar México na preferência do investidor

A vitória surpreendente de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos pode ser uma bênção disfarçada para o Brasil, já que a pauta de reforma fiscal e a baixa dependência do comércio exterior podem atrair investidores que consideram os mercados mexicanos mais vulneráveis. Os mercados emergentes vêm experimentando um movimento de venda desde o êxito de Trump no dia 8 de novembro, por medo de que os cortes de impostos e os gastos pesados em infraestrutura possam obrigar o Federal Reserve, banco central dos EUA, a aumentar os juros mais rápido. Isso poderia atrair para os EUA recursos atualmente investidos em outros países onde os rendimentos são maiores, como é o caso do Brasil. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Estados não fecham acordo sobre regras para ajuste fiscal coletivo

Além da rebelião dos governadores do Nordeste contra a tentativa do governo de exigir um pacto fiscal como condicionante para a liberação da multa da repatriação, a própria forma de se fazer um eventual ajuste fiscal coletivo é objeto de divergência. Em reunião no Ministério da Fazenda nesta segunda-feira (28), parte dos secretários da Fazenda presentes defendeu que, em vez de o pacto fiscal prever a limitação dos gastos à inflação do ano anterior, seguindo o exemplo da PEC do Teto, o parâmetro para brecar despesas seja a receita líquida. Deixe sua opinião (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

Carrefour planeja levantar até 4,5 bi de euros com oferta de ações, diz jornal

O grupo francês de varejo Carrefour planeja para o segundo trimestre de 2017 uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua divisão de imóveis comerciais Carmila, com potencial para captar até 4,5 bilhões de euros, informou o jornal "Les Echos". O IPO deve ocorrer entre abril e junho do próximo ano, acrescentou a publicação, citando várias fontes. Conforme o Les Echos, os bancos de investimento Morgan Stanley e Société Générale foram contratados para intermediar a possível oferta de ações da Carmila pelo Carrefour. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,40; Bovespa opera em queda

O dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta terça-feira (29). Por volta das 10h05, o dólar avançava 0,49%, a R$ 3,401 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 0,35%, a 62.632,65 pontos. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para esta sessão a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. O Banco Central, por enquanto, novamente não anunciou intervenção no mercado de câmbio. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Desemprego é de 11,8% e atinge 12 milhões de trabalhadores, diz IBGE

O desemprego no país foi de 11,8%, em média, no trimestre de agosto a outubro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No período, o número de desempregados no Brasil foi de 12 milhões de pessoas. São cerca de 195 mil desempregados a mais do que no trimestre de maio a julho, mas o resultado é considerado estável pelo IBGE. Em um ano, são 3 milhões de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 32,7%. Deixe sua opinião Leia Mais

Comente as notícias no Direto da Bolsa

O Direto da Bolsa tem espaço para comentários. Deixe sua opinião sobre as principais notícias do dia sobre ações, câmbio e mercado financeiro no Brasil e no mundo. 

Dólar opera quase estável, vendido perto de R$ 3,39; acompanhe

O dólar comercial operava quase estável nesta terça-feira (29). Por volta das 9h10, o dólar tinha leve alta de 0,07%, a R$ 3,387 na venda. Investidores estavam atentos ao cenário político brasileiro. Está marcada para esta sessão a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos em primeiro turno no Senado. O Banco Central, por enquanto, novamente não anunciou intervenção no mercado de câmbio. (Com Reuters)

Em novembro, 'inflação do aluguel' em 12 meses é de 7,12%, diz FGV

O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), considerado a 'inflação do aluguel', caiu 0,03% em novembro, após avançar 0,16% no mês anterior, informou a FGV (Fundação Getulio Vargas) nesta terça-feira (29). A variação acumulada em 2016, até novembro, é de 6,6%. Em 12 meses, o índice registrou alta de 7,12%.O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis. (Com Reuters) Leia Mais

Petrobras usa recursos da venda em bloco exploratório para pagar BNDES

A Petrobras (PETR3, PETR4) informou na segunda-feira (28) que usou integralmente os recursos recebidos pela venda de fatia no bloco exploratório BM-S-8 para a Statoil para pagamento parcial antecipado de empréstimo tomado pela subsidiária Transportadora Associada de Gás (TAG) ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A Petrobras anunciou na semana passada a conclusão da venda de 66% na BM-S-8 para a Statoil, com o recebimento de US$ 1,25 bilhão, correspondente a 50% do valor total da transação. "Essa é uma importante medida que vem sendo adotada pela Petrobras de utilizar os recursos advindos de programa de desinvestimentos para redução de seu endividamento", disse a estatal em comunicado. (Com Reuters)

Bolsas da Ásia fecham sem direção comum; mercado sobe na China

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção comum nesta terça-feira (29). A Bolsa da China subiu 0,19%, com os investidores incentivados por mais sinais de que a economia chinesa está se estabilizando. Uma pesquisa da agência de notícias Reuters mostrou que a atividade do setor industrial provavelmente se manteve em alta neste mês. As Bolsas de Cingapura (+0,16%) e da Coreia do Sul (+0,01%) ficaram quase estáveis, com leves altas. Por outro lado, o índice japonês Nikkei caiu 0,27%, a Bolsa de Hong Kong, 0,41%, a de Taiwan, 0,32%, e a da Austrália, 0,13%. (Com Reuters) Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Cursos Online
UOL Cursos Online

Câmbio

Dólar comercial - 03/11/2020 17h00
Compra Venda Variação
Dólar com. 5,7600 5,7609 +0,39%
Dólar tur. 5,7200 6,0700 +0,17%
Euro 6,7287 6,7303 +0,67%
Libra 7,4871 7,4888 +0,92%
Pesos arg. 0,0728 0,0729 -0,14%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 03/11/2020 18h55 - 96.318,76
Variação
Brasil | Bovespa +2,52%
EUA | Nasdaq +2.56%
França | CAC 40 +2.44%
Japão | Nikkei +1.82%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações de destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 37,530 0,0%
Ouro US$ 1907,550 +0,62%
Prata US$ 24,170 +0,42%
Platina US$ 875,555 +1,02%
Paládio US$ 2302,003 +3,28%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jul.18 +0,33%
IPC-Fipe jul.18 +0,23%
IGP-M jul.18 +0,51%
INPC jul.18 +0,25%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 954,00 2018
Global 40 +112,32% 17.Mar.2020
TR 0,0% 17.Mar.2020
CDI +1,9% 03.Nov.2020
SELIC +6,5% 01.ago.2018
IPCA +0,33% jul.18

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos