Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Análise: investidores em países emergentes perdem medo do BC dos EUA

Investidores de mercados emergentes não têm problema nenhum com o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) mais agressivo. Indicadores de moedas e ações de países emergentes estão perto dos níveis mais altos em 18 meses mesmo depois de o depoimento da presidente do Fed, Janet Yellen, ter estimulado o aumento das apostas de que a autoridade monetária irá elevar as taxas de juros a partir de março. O índice acionário de referência subiu quase 10% neste ano e o indicador cambial equivalente registra seu melhor começo desde 2012. (Com Bloomberg) Leia Mais

Bovespa cai pelo 2º dia, mas fecha semana com alta acumulada de 2,46%

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (17), em queda de 0,1%, a 67.748,42 pontos. É a segunda baixa seguida da Bovespa, que havia caído 0,24% na véspera. Apesar disso, a Bolsa termina a semana com valorização acumulada de 2,46%. Os papéis da Petrobras e do banco Bradesco tiveram queda nesta sexta-feira, enquanto os do Banco do Brasil e do Itaú ficaram praticamente estáveis. As ações da mineradora Vale fecharam em alta. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar fecha em alta pelo 2º dia, a R$ 3,093; na semana, tem queda de 0,53%

dólar comercial fechou esta sexta-feira (17) em alta de 0,28%, cotado a R$ 3,093 na venda. É o segundo avanço seguido da moeda norte-americana, que havia subido 0,56% na véspera. Apesar da alta no dia, o dólar termina a semana com queda acumulada de 0,53%. Investidores aproveitaram a cotação baixa para comprar dólares, o que fez com que a moeda se valorizasse. (Com Reuters) Leia Mais

Ações da Unilever saltam 13,4%, após empresa rejeitar oferta da Kraft Heinz

Das seis principais Bolsas de Valores da Europa, duas fecharam em alta, três caíram e uma ficou estável nesta sexta-feira (17). O índice FTSEurofirst 300 fechou praticamente estável, com leve alta de 0,04%, a 1.460 pontos. O destaque positivo foi o salto de 13,4% das ações da Unilever, após a empresa rejeitar oferta de US$ 143 bilhões da Kraft Heinz. Veja o desempenho dos principais mercados europeus nesta sessão:

  • Inglaterra: +0,3%
  • Portugal: +0,26%
  • Alemanha: estável
  • Itália: -0,42%
  • Espanha: -0,57%
  • França: -0,65% (Com Reuters)
Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,09, e Bovespa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 16h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,28%, a 67.623,93 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,33%, a R$ 3,094 na venda, com investidores aproveitando as baixas cotações para comprar a moeda. O Banco Central realizou nesta sessão seu quarto leilão de swaps tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares) nesta sessão. (Com Reuters)

Petroleiras dos EUA ampliam sondas em operação pela 5ª semana seguida

Petroleiras norte-americanas aumentaram o número de sondas em operação pela quinta semana consecutiva, dando sequência a uma recuperação de nove meses. As empresas adicionaram seis sondas na semana encerrada em 17 de fevereiro, levando a contagem total em operação para 597, o maior nível desde outubro de 2015, disse a empresa de serviços em energia Baker Hughes nesta sexta-feira (17). Na mesma semana do ano passado, havia 413 sondas em operação. (Com Reuters)

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,09, e Bovespa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 15h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,17%, a 67.696,07 0 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,32%, a R$ 3,094 na venda, com investidores aproveitando as baixas cotações para comprar a moeda. O Banco Central realizou nesta sessão seu quarto leilão de swaps tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares) nesta sessão. (Com Reuters)

Negociações entre Mercosul e países europeus começarão em junho

A primeira rodada de negociações formais entre Mercosul e os países europeus da EFTA serão realizadas em junho, em Buenos Aires, informaram nesta sexta-feira (17) à agência de notícias AFP fontes dos dois blocos, depois de uma reunião em Bruxelas. "Buenos Aires acolherá a primeira rodada em junho", confirmou à AFP um porta-voz da Associação Europeia de Livre Comércio, bloco conhecido também como EFTA, e que agrupa Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça. (Com Reuters)

Dólar sobe, vendido acima de R$ 3,10, e Bolsa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 14h40, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,43%, a 67.519,30 pontos, em um dia marcado por movimentado noticiário de empresas, com as ações da Raia Drogasil (RADL3) entre as maiores quedas após balanço trimestral. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,75%, a R$ 3,107 na venda, com investidores aproveitando as baixas cotações para comprar a moeda. O Banco Central realizou nesta sessão seu quarto leilão de até 6.000 swaps tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares), para rolagem dos vencimentos de março e que somam quase US$ 7 bilhões. (Com Reuters)

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,10, e Bolsa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 13h25, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,51%, a 67.470,25 pontos, em um dia marcado por movimentado noticiário de empresas, com as ações da Raia Drogasil (RADL3) entre as maiores quedas após balanço trimestral. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,66%, a R$ 3,104 na venda, com investidores aproveitando as baixas cotações para comprar a moeda. O Banco Central realizou nesta sessão seu quarto leilão de até 6.000 swaps tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares), para rolagem dos vencimentos de março e que somam quase US$ 7 bilhões.  (Com Reuters)

Unilever rejeita oferta de US$ 143 bilhões da Kraft

A Unilever disse que não viu mérito em uma proposta de fusão com o grupo de alimentos Kraft Heinz após rejeitar uma oferta de US$ 143 bilhões, dizendo que "subvaloriza fundamentalmente" a gigante anglo-holandesa dos bens de consumo. A Unilever disse ter recebido uma oferta de US$ 50 por ação, composta por US$ 30,23 em dinheiro e o restante em ações no novo grupo, representando um prêmio de 18%. "Isso basicamente subestima a Unilever", disse nesta sexta-feira (17). "A Unilever rejeitou a proposta porque não vê nenhum mérito, financeiro ou estratégico, para os acionistas da Unilever. A Unilever não vê a base para mais discussões." (Com Reuters) 

Governo estuda privatizar 6 distribuidoras de energia em 2017, diz ministro

O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou nesta sexta-feira (17) que o governo está estudando privatizar neste ano seis distribuidoras de energia elétrica, entre elas, nos Estados do Amazonas, Rondônia e Roraima. "Vamos ter ainda ao longo deste ano (a privatização de) algumas das distribuidoras. Não sabemos qual será a primeira", afirmou ele. Oliveira, que participou de evento em São Paulo, afirmou também que o debate sobre mudanças nas regras para distratos no setor imobiliário ainda não está concluído, sem dar mais detalhes. (Com Reuters) 

Banco central da China diz que manterá yuan estável

O banco central da China afirmou nesta sexta-feira (17) que manterá o yuan basicamente estável ao mesmo tempo em que mantém uma política monetária prudente e neutra. Também fortalecerá a supervisão para evitar riscos no mercado financeiro e aprofundará a reforma das taxas de juros e de câmbio, disse o Banco do Povo da China em seu relatório de política monetária do quarto trimestre. (Com Reuters)

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,10, e Bolsa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 12h10, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,74%, a 67.313,7 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,38%, a R$ 3,096 na venda. Os investidores aguardam novidades no campo político, principalmente quanto ao avanço das reformas no Congresso Nacional. O BC anunciou hoje que os brasileiros gastaram US$ 1,578 bilhão em viagens internacionais em janeiro, aumento de 87,86% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 840 milhões), e de 13,36% na comparação com dezembro (US$ 1,392 bilhão). (Com Reuters)

Governo finaliza projeto que libera a venda de terras a estrangeiros

O governo trabalha nos últimos detalhes de um projeto de lei para liberar a venda de terras do país a empresas e investidores estrangeiros. O tema, que era considerado fora de questão no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, tem sido tratado diretamente pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. A intenção do governo é que o texto seja votado pelo Congresso já após o carnaval. (Com Estadão Conteúdo)  Leia Mais

Comércio eletrônico registra menor avanço desde 2001

Em 2016, o comércio eletrônico brasileiro desacelerou e registrou seu ano de menor crescimento desde 2001, quando seu faturamento começou a ser monitorado pela consultoria Ebit, companhia do Grupo Buscapé especializada em informações do segmento. No ano passado, o setor cresceu 7,4% (sem descontar a inflação, que foi de 6,29% no período), movimentando R$ 44,4 bilhões. (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

BB vai acelerar implantação de serviços digitais, diz presidente do banco

O Banco do Brasil vai acelerar a implantação de serviços bancários digitais para 63 milhões de clientes, a fim de impulsionar o lucro e reduzir custos operacionais, afirmou nesta sexta-feira (17) o presidente do banco, Paulo Rogerio Caffarelli. Em teleconferência sobre os resultados do quarto trimestre, Caffarelli reiterou que o banco de controle estatal se concentrará apenas em reduzir a diferença entre seu retorno sobre patrimônio e o de seus rivais. (Com Reuters) 

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,09, e Bolsa opera em queda

A Bolsa operava em queda, enquanto o dólar comercial subia nesta sexta-feira (17). Por volta das 11h10, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,88%, a 67.214,7 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana registrava alta de 0,15%, a R$ 3,089 na venda. Os brasileiros gastaram US$ 1,578 bilhão em viagens internacionais em janeiro, aumento de 87,86% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 840 milhões), e de 13,36% na comparação com dezembro (US$ 1,392 bilhão), segundo anunciou hoje o Banco Central. (Com Reuters)

Gasto de brasileiro no exterior sobe 13,4% em janeiro e 88% em um ano

Os brasileiros gastaram US$ 1,578 bilhão em viagens internacionais em janeiro, aumento de 87,86% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 840 milhões), e de 13,36% na comparação com dezembro (US$ 1,392 bilhão). Os números são do Banco Central (BC) e foram divulgados nesta sexta-feira (17).  Leia Mais

Dólar baixo aumenta busca por viagens ao exterior

As quedas consecutivas do dólar ao longo do ano e a perspectiva de mais baixas fizeram aumentar as emissões de viagens internacionais nas agências de turismo. O setor estima um aumento de 25% a 30% nas vendas desde o início deste ano em comparação com 2016. As baixas do dólar também esquentaram a procura pela moeda nas casas de câmbio em todo o país. A alta no movimento é estimada em 30% em janeiro, em relação ao mesmo período de 2016. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Com preços mais altos, Petrobras perde mercado em combustíveis

Com preços mais altos do que o mercado internacional durante boa parte do ano, a Petrobras perdeu participação no suprimento de combustíveis ao mercado brasileiro no ano passado. A perda ocorreu tanto nas importações de produtos quanto na venda no varejo, que é feita por meio da subsidiária BR Distribuidora. A empresa, que foi responsável por 83,7% das importações de gasolina em 2015, teve a participação reduzida para 59,7%, segundo a ANP (agência reguladora do setor). No caso do diesel, a queda foi de 84,2% para 16,4%. (Com Folha de S. Paulo)  Leia Mais

Bolsa abre em queda, e dólar opera quase estável, perto de R$ 3,09

A Bolsa abriu em queda, enquanto o dólar comercial operava quase estável nesta sexta-feira (17). Por volta das 10h10, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, recuava 0,35%, a 67.602,78 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana tinha leve alta de 0,07%, a R$ 3,086 na venda. O Banco Central divulga nesta manhã a nota do setor externo de janeiro, com dados sobre o gasto de brasileiros no exterior e de estrangeiros no Brasil. O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, dará palestra em São Paulo na Fiesp. No evento, será discutido o pacote de estímulos à cadeia produtiva da construção. (Com Reuters)

Dólar abre o dia operando em alta, vendido perto de R$ 3,10

O dólar comercial abriu os negócios desta sexta-feira (17) operando em alta, após subir 0,56% na véspera. Por volta das 9h, a moeda norte-americana se valorizava 0,43%, a R$ 3,096 na venda. O Banco Central divulga nesta manhã a nota do setor externo de janeiro, com dados sobre o gasto de brasileiros no exterior e de estrangeiros no Brasil. O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, dará palestra em São Paulo na Fiesp. No evento, será discutido o pacote de estímulos à cadeia produtiva da construção. (Com Reuters)

Bolsas da Ásia fecham em queda; mercado perde quase 1% na China

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em queda nesta sexta-feira (17), exceto a de Cingapura, que ganhou 0,35%. A Bolsa da China caiu quase 1%, puxada por ações de corretoras. Veja as variações dos principais mercados da região:

  • Japão: -0,58%
  • Hong Kong:  -0,31%
  • China: -0,86%
  • Coreia do Sul: -0,06%
  • Taiwan: -0,12%
  • Cingapura: +0,35%
  • Austrália: -0,18%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Câmbio

Dólar comercial - 26/05/2017 14h09
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,2633 3,2648 -0,55%
Dólar tur. 3,2400 3,4400 +0,88%
Euro 3,6471 3,6497 -0,62%
Libra 4,1736 4,1763 -1,49%
Pesos arg. 0,2034 0,2036 -0,15%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 26/05/2017 14h17 - 63.917,67
Variação
Brasil | Bovespa +1,09%
EUA | Nasdaq +0.05%
França | CAC 40 -0.01%
Japão | Nikkei -0.64%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 50,640 -2,45%
Ouro US$ 1267,760 -0,01%
Prata US$ 17,360 +0,12%
Platina US$ 962,500 +0,05%
Paládio US$ 792,000 -0,13%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA abr.17 +0,14%
IPC-Fipe abr.17 +0,61%
IGP-M abr.17 -1,1%
INPC abr.17 +0,08%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 26.Mai.2017
TR +0,08% 26.Mai.2017
CDI +11,13% 26.Mai.2017
SELIC +11,25% 12.abr.2017
IPCA +0,14% abr.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos