Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Bolsa bate recorde: o que explica o otimismo dos investidores?

A Bolsa brasileira subiu 1,7% e fechou no maior nível da história nesta segunda-feira (11), a 74.319,22 pontos. O que explica esse movimento? Segundo especialistas ouvidos pelas agências de notícias Bloomberg, Reuters e Valor Econômico, os mercados estão otimistas com algumas notícias recentes no país. Leia Mais

Índices de ações dos EUA fecham em alta; S&P sobe 1% e bate recorde

Os índices acionários norte-americanos fecharam em alta nesta segunda-feira (11). O índice S&P 500 avançou mais de 1%, para um nível recorde de fechamento, com o furacão Irma perdendo força e causando menos danos do que o esperado na Flórida. Além disso, a Coreia do Norte não fez testes com mísseis durante o fim de semana, o que era temido. O índice Dow Jones subiu 1,19%, a 22.057 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 1,08%, a 2.488 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,13%, a 6.432 pontos. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa fecha em máxima histórica, após prisão de Joesley e fala de Palocci

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (11) em alta de 1,7%, a 74.319,22 pontos, a maior pontuação da história da Bolsa e a primeira vez acima dos 74 mil pontos. Segundo especialistas, os mercados estão otimistas com algumas notícias recentes no país --particularmente, com a prisão de Joesley Batista, dono da JBS, e com o depoimento do ex-ministro Antonio Palocci da última semana.  Leia Mais

Após operar em queda, dólar vira e fecha em alta de 0,3%, a R$ 3,104

Após operar em queda na maior parte do dia, o dólar comercial fechou esta segunda-feira (11) em alta de 0,3%, cotado a R$ 3,104 na venda. Na última sexta-feira (8), a moeda norte-americana caiu 0,24%. (Com Reuters)  Leia Mais

Bolsa sobe e atinge nível recorde; dólar opera em queda, a R$ 3,10

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta, acima dos 74 mil pontos, nesta segunda-feira (11). Por volta das 16h, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,14%, a R$ 3,099 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha alta de 1,93%, a 74.492,67 pontos. Mais cedo, a Bolsa chegou a atingir 74.635,55 pontos, maior nível já registrado durante uma operação. Investidores estão otimistas com o cenário político e econômico do país, segundo analistas. (Com Reuters)  Leia Mais

Ação da Eletrobras chega a subir quase 8% com expectativa de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em forte alta nesta segunda-feira (11), ainda reagindo às expectativas pela privatização da empresa e com o fôlego renovado por uma visão mais positiva em relação ao cenário político. Por volta das 15h55, os papéis subiam 7,97%, a R$ 21,27, liderando os ganhos do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. (Com Reuters) 

Bolsa sobe e atinge nível recorde; dólar opera em queda, a R$ 3,09

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta, acima dos 74 mil pontos, nesta segunda-feira (11). Por volta das 15h, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,14%, a R$ 3,09 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha alta de 1,86%, a 74.435,32 pontos. Mais cedo, a Bolsa chegou a atingir 74.614,48 pontos, maior nível já registrado durante uma operação. Investidores estão otimistas com o cenário político e econômico do país, segundo analistas. (Com Reuters)  Leia Mais

Bolsas da Europa fecham em alta; Espanha sobe 1,91%

Bolsas da Europa fecharam em alta nesta segunda-feira (11). Veja as variações:

  • Espanha: +1,91%
  • Itália: +1,64%
  • Alemanha: +1,39%
  • França: +1,24%
  • Inglaterra: +0,49%
  • Portugal: +0,11%. (Com Reuters) 
Leia Mais

Bolsa sobe 2% e atinge nível recorde; dólar opera em queda, a R$ 3,09

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta, acima dos 74 mil pontos, nesta segunda-feira (11). Por volta das 13h50, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,14%, a R$ 3,09 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 2,09%, a 74.605,13 pontos. Mais cedo, a Bolsa chegou a atingir 74.614,48 pontos, maior nível já registrado durante uma operação. O mercado mostrava mais otimismo em relação à política brasileira e com o cenário externo também mais favorável aos investimentos de risco. (Com Reuters)  Leia Mais

BB vai encerrar atendimento a clientes em Portugal

O Banco do Brasil vai encerrar o atendimento aos clientes em Portugal. A instituição anunciou que manterá apenas as operações com empresas e investidores institucionais no país. (Com Valor)   Leia Mais

Reforma da Previdência deve ser votada em outubro, diz ministro

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira (11) esperar que a reforma da Previdência seja votada no Congresso em outubro. (Com Reuters)  Leia Mais

Bolsa sobe e atinge maior nível da história; dólar opera em queda, a R$ 3,09

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta de mais de 1,5%, acima dos 74 mil pontos, nesta segunda-feira (11). Por volta das 12h50, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,14%, a R$ 3,09 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 1,82%, a 74.410,54 pontos. Mais cedo, o Ibovespa chegou a atingir os 74.463 pontos, maior nível já registrado durante a operação. O mercado mostrava mais otimismo em relação à política brasileira e com o cenário externo também mais favorável aos investimentos de risco. (Com Reuters)  Leia Mais

Ações operam em alta; Eletrobras ganha mais de 8% e JBS passa a subir

As ações que integram o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operavam em alta nesta segunda-feira (11), com exceção da CPFL Energia, que estava quase estável. Por volta das 12h, as ações da Eletrobras (ELET3) lideravam os ganhos, com alta de 8,63%, a R$ 21,40, com as perspectivas de avanço nos planos de privatização da empresa. Após começar os negócios em queda, os papéis da JBS (JBSS3) também tinham valorização no início da tarde, de 0,61%, a R$ 8,24, tendo no radar a venda da Moy Park para a Pilgrim's Pride, que tem a própria JBS como acionista majoritária. 

Bolsa sobe e opera em nível recorde, acima de 74 mil pontos; dólar cai, a R$ 3,08

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta de mais de 1%, acima dos 74 mil pontos, nesta segunda-feira (11). Por volta das 11h50, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,32%, a R$ 3,084 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 1,52%, a 74.189,12 pontos, maior nível da história da Bolsa durante a operação. O mercado mostrava mais otimismo em relação à política brasileira e com o cenário externo também mais favorável aos investimentos de risco. Na última quarta-feira (6) a Bolsa fechou em alta de 1,75%, a 73.412,41 pontos, maior pontuação em mais de 9 anos. (Com Reuters) 

OGX convoca assembleia para votar mudança de nome para Dommo Energia

A OGX convocou para 19 de setembro assembleia de acionistas que irá votar a mudança do nome da companhia para Dommo Energia. Os administradores da empresa criada por Eike Batista justificam a mudança como "parte do contexto de revisões e reestruturações no qual a companhia encontra-se inserida". (Com Valor) 

OGX convoca assembleia para votar mudança de nome para Dommo Energia - Fábio Motta/Estadão Conteúdo

China investiu R$ 60 bi na compra de empresas no Brasil desde 2015

De cada R$ 10 que entraram no país para comprar uma empresa ou um negócio nacional nos últimos 30 meses encerrados em junho, R$ 3 vieram da China. O avanço dos chineses sobre o Brasil nesse período chegou a R$ 60 bilhões. (Com Estadão Conteúdo)  Leia Mais

Ofertas de ações podem alcançar R$ 40 bilhões em 2017

Um volume de até R$ 15 bilhões em emissões de ações já está engatilhado nos bancos de investimento para ocorrer ainda este ano. Se confirmado, 2017 somará um montante de cerca de R$ 40 bilhões. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 1%, perto de 74 mil pontos; dólar opera em queda, a R$ 3,09

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta de mais de 1% nesta segunda-feira (11). Por volta das 11h, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,31%, a R$ 3,085 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 1,22%, a 73.968,02 pontos, maior nível da história da Bolsa. Na última quarta-feira (6) a Bolsa fechou em alta de 1,75%, a 73.412,41 pontos, maior pontuação em mais de 9 anos. Investidores seguiam de olho no cenário político, com perspectiva de enfraquecimento de nova denúncia contra o presidente Michel Temer. (Com Reuters) 

Consumidor é alvo de tentativa de fraude a cada 17 segundos

A recuperação da economia brasileira está tendo como efeito colateral indireto o aumento dos casos de golpes contra consumidores. Indicador da Serasa Experian registrou 950.632 tentativas de fraude contra pessoas físicas no primeiro semestre, ou uma a cada 16,5 segundos. (Com Folha)  Leia Mais

Petrobras inicia processo para vender negócios de fertilizantes

A Petrobras iniciou processo para a venda da subsidiária integral Araucária Nitrogenados (Ansa) e da Unidade de Fertilizantes-III (UFN-III), em iniciativa que faz parte da estratégia da companhia de sair integralmente da produção de fertilizantes, prevista em seu Plano de Negócios 2017-2021. Em comunicado nesta segunda-feira (11), a Petrobras disse que as unidades serão vendidas em conjunto. (Com Reuters)

Investimento público despenca para o menor patamar em 10 anos

Os investimentos públicos estão no menor patamar dos últimos dez anos, o que pune principalmente o setor da construção civil e contribui para puxar o PIB (Produto Interno Bruto) para baixo. (Com Folha) Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,09, e Bolsa sobe

O dólar comercial caía e a Bolsa operava em alta nesta segunda-feira (11). Por volta das 10h20, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,19%, a R$ 3,089 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 0,93%, a 73.758,65 pontos. Investidores seguiam de olho no cenário político, com perspectiva de enfraquecimento de nova denúncia contra o presidente Michel Temer. (Com Reuters) 

Dólar abre o dia operando em queda, vendido perto de R$ 3,09

O dólar comercial abriu os negócios desta segunda-feira (11) operando em queda, após perder 1,67% na semana passada. Por volta das 9h10, a moeda norte-americana recuava 0,25%, a R$ 3,087 na venda, acompanhando a trajetória das moedas de países emergentes no exterior. A prisão do delator da JBS Joesley Batista deve afetar o mercado, com a interpretação de que isso deve enfraquecer nova denúncia contra o presidente Michel Temer e favorecer a agenda de reformas no Congresso. (Com Reuters)

Analistas cortam previsão para inflação e juros e sobem estimativa para o PIB

Após a divulgação da inflação em agosto, na semana passada, economistas consultados pelo Banco Central reduziram a estimativa para a alta de preços em 2017. Agora, eles preveem inflação de 3,14%, perto do limite mínimo na meta do governo. O objetivo é manter a inflação em 4,5% ao ano, com uma tolerância de 1,5 ponto para mais ou menos (ou seja, variando de 3% a 6%). Os analistas também reduziram a previsão para a taxa básica de juros, a Selic, e subiram a projeção para o crescimento da economia. Veja as estimativas para 2017 do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (11) pelo BC:

  • Inflação: caiu de 3,38% para 3,14%;
  • Taxa de juros: caiu de 7,25% para 7%;
  • PIB: subiu de 0,5% para 0,6%;
  • Dólar: foi mantido em R$ 3,20.
Leia Mais

Empresa dos EUA compra frigorífico da JBS com sede na Irlanda

A processadora de carne de frango norte-americana Pilgrim's Pride informou que comprou a Moy Park da brasileira JBS em um negócio avaliado em cerca de US$ 1 bilhão. A transação avalia a Moy Park em cerca de US$ 1,3 bilhão, segundo a empresa. A JBS é a principal processadora de carnes do mundo e maior acionista da Pilgrim's Pride. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsas da Ásia fecham em alta; Japão avança mais de 1%

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico fechou em alta nesta segunda-feira (11), com o Japão subindo mais de 1%. Na China, o mercado avançou 0,37%, com investidores celebrando o plano do governo de proibir carros que usam gasolina. As novas políticas do banco central que aparentemente buscam controlar a rápida valorização da moeda local, o yuan, também ficaram em foco. Veja as variações das Bolsas da região:

  • Japão: +1,41%
  • Hong Kong: +1,04%
  • China: +0,37%
  • Coreia do Sul: +0,66%
  • Taiwan: -0,36%
  • Cingapura: ficou estável
  • Austrália: +0,71%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Cursos Online
UOL Cursos Online

Câmbio

Dólar comercial - 03/11/2020 17h00
Compra Venda Variação
Dólar com. 5,7600 5,7609 +0,39%
Dólar tur. 5,7200 6,0700 +0,17%
Euro 6,7287 6,7303 +0,67%
Libra 7,4871 7,4888 +0,92%
Pesos arg. 0,0728 0,0729 -0,14%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 03/11/2020 18h55 - 96.318,76
Variação
Brasil | Bovespa +2,52%
EUA | Nasdaq +2.56%
França | CAC 40 +2.44%
Japão | Nikkei +1.82%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 37,530 0,0%
Ouro US$ 1907,550 +0,62%
Prata US$ 24,170 +0,42%
Platina US$ 875,555 +1,02%
Paládio US$ 2302,003 +3,28%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jul.18 +0,33%
IPC-Fipe jul.18 +0,23%
IGP-M jul.18 +0,51%
INPC jul.18 +0,25%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 954,00 2018
Global 40 +112,32% 17.Mar.2020
TR 0,0% 17.Mar.2020
CDI +1,9% 03.Nov.2020
SELIC +6,5% 01.ago.2018
IPCA +0,33% jul.18

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos