IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Ibovespa: deflação em junho, estímulos na China e CPI nos EUA são destaques

Roberto Gardinalli/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Roberto Gardinalli/Futura Press/Estadão Conteúdo

Por dentro da Bolsa

Gerente de Research e Economia do PagBank PagSeguro

11/07/2023 09h45

Esta é a versão online da newsletter Por Dentro da Bolsa enviada hoje (11). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

********

IPCA, índice de inflação oficial do Brasil, aponta deflação de 0,08% em junho. É a primeira queda média dos preços desde setembro de 2022. O dado pode calibrar a dosagem do Copom para agosto. Além disso, a Bolsa deve refletir o anúncio de estímulos à economia chinesa, impulsionando as commodities.

Bolsas asiáticas fecharam em alta. Hang Seng fechou com ganhos de 0,97% em Hong-Kong, enquanto, o Nikkei teve leve alta 0,04%, em Tóquio. Ontem, o Banco Central chinês informou que vai estender até o fim de 2024 a política de apoio ao setor imobiliário, estimulando o alongamento de empréstimos a empresas do setor. Investidores preveem ainda que pode haver redução de juros.

Nos EUA, ânimos renovados com dados da China e expectativa pelo índice de inflação. Os futuros americanos reagem positivamente aos dados da China. Os olhos dos investidores também estão voltados para a divulgação da inflação ao consumidor (CPI) de amanhã (12). Além disso, também é aguardado os discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) para avaliarem a trajetória dos juros no país. Vale destacar, que o último dia dessa semana começam as divulgações de resultados de bancos e empresas.

Na Europa, as bolsas estão em alta, animadas com a possibilidade de que o Banco Central Europeu esteja prestes a encerrar seu ciclo de alta nos juros, embora um comunicado de um membro do conselho do Banco Central Europeu tenha afirmado que as taxas de juros permanecerão em "alto patamar" por algum tempo.

Petrobras quer ver dados da Braskem para analisar possível compra. A Petrobras iniciou o processo de análise produnda dos dados para eventual pedido de direito de preferência na hipótese de compra de ações da Novonor, controladora da Braskem.

TIM antecipa pagamento de R$ 290 milhões. O valor se refere aos Juros Sobre Capital Próprio (JCP) e deverá ser feito amanhã. Antes, ele estava previsto para o dia 25 deste mês. A companhia manteve as condições previamente informadas sobre as datas, com as ações estando ex desde o dia 22 de junho.

Copel aprova reforma do estatuto para se tornar "corporation". O modelo será adotado após a privatização. BNDESPar chegou a votar contra, em assembleia de acionistas, mas a reforma acabou sendo aprovada. A empresa comunicou que alguns de seus membros do conselho renunciaram aos cargos e serão substituídos até a assembleia geral extraordinária (AGE), em 10 de agosto. Por enquanto, os membros efetivos renunciantes do conselho fiscal serão substituídos pelos suplentes.

Nubank informa formato para a descontinuidade de suas BDRs. Detentores de BDRs Nível III, incluindo os participantes do programa de clientes NuSócios, terão de 13 de junho a 11 de agosto para escolher entre as opções oferecidas na descontinuidade do programa. Os BDRs vão continuar a existir, e vão apenas trocar de categoria, indo de nível III para nível I. Os BDRs nível III exigem que a empresa seja listada no Brasil, enquanto o nível I não fazem essa exigência. Segundo o banco, a mudança tem como objetivo a "otimização de processos e custos".

**********

Veja como foi o fechamento de dólar, euro e Bolsa na segunda-feira (10):

Dólar: +0,34%, a R$ 4,883
Euro: +0,62%, a R$ 5,370
B3 (Ibovespa): -0,8%, a 117.942,44 pontos

**********
NA NEWSLETTER UOL INVESTIMENTOS

Luiz Barsi Filho, que diz ser o maior investidor individual da Bolsa, ganhou o equivalente a R$ 1,1 milhão por dia com dividendos no ano passado. Na newsletter UOL Investimentos você fica sabendo quais as principais dicas dele para ganhar dinheiro com investimentos. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Outras notícias

Juros podem cair: onde investir seu dinheiro agora? Leia mais

Achados da Bolsa: confira as ações para esperar o corte de juros. Leia mais

Reforma tributária: qual o impacto para Bolsa, dólar e crescimento do PIB? Leia mais

Preciso olhar meus investimentos todo dia? Melhor não. Leia mais

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.