IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Achados da Bolsa: ações para esperar o corte de juros

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/07/2023 14h02

Depois de o Ibovespa fechar em alta de 0,69% na semana passada, as casas de análises, bancos e corretoras estão apostando em ações variadas que podem se beneficiar da expectativa de corte nos juros, em agosto.

Nas oito cestas de ações recomendadas para esta semana analisadas pelo UOL Investimentos, apenas quatro se repetem: 3R Petroleum (RRRP3), Itaú (ITUB4), Assaí (ASAI4) e Bradesco. Outras 37 ações diferentes estão entre as apostas desta semana.

O que está acontecendo?

Small caps têm valorização acima do Ibovespa. A variedade é provocada por uma alta generalizada no valor de ativos de empresas que prometem crescimento do futuro, as chamadas "small caps". Na semana passada, estas ações subiram 1,86% — acima do Ibovespa.

Expectativa por corte de juros e empréstimos mais baratos. Estas empresas dependem de financiamento para crescer. Com o custo dos empréstimos caindo, isso significa que elas poderão investir e crescer mais — gerando retorno para os acionistas. A expectativa de que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que será divulgado nesta terça-feira (11), mostre deflação aumenta a crença de que o Banco Central irá diminuir a Selic.

Confira as escolhas da semana:

BB Investimentos

Na semana de 3 a 7 de julho, quem investiu na carteira da BB Investimentos teve valorização de 2,53%, enquanto o Ibovespa ficou em 0,69%. Nesta semana, saem da cesta Locaweb (LWSA3), Totvs (TOTS3), Metalúrgica Gerdau (GOAU4) e EZTec (EZTC3). Esses ativos foram substituídos por Azul (AZUL4), Braskem (BRKM5), Iguatemi (IGTI11) e Usiminas (USIM5). A cesta ficou assim:

  • Azul (AZUL4)
  • Brakem (BRKM5)
  • Iguatemi (IGTI11)
  • Usiminas (USIM5)
  • Bradesco (BBDC4)

Órama

A carteira da Órama teve alta de 0,25%. Para a segunda semana do mês de julho, a empresa continua com a mesma composição de carteira:

  • Magazine Luíza (MGLU3)
  • Rede d'Or (RDOR3)
  • Movida (MOVI3)
  • Banco Inter (INBR32)
  • Locaweb (LWSA3)

EQI Research

A EQI Research encerrou o período de silêncio após ter recebido do Banco Central autorização para atuar como corretora e voltou a publicar a carteira de ações semanal. Para esta semana, as escolhidas são:

  • Copel (CPLE6)
  • Marcopolo (POMO4)
  • Randon (RAPT4)
  • Grupo Soma (SOMA3)
  • Totvs (TOTS3)

Mirae Asset

Os investidores que apostaram nos ativos da carteira da Mirae na semana passada tiveram valorização de 0,76%. Para esse novo período, sai a ação da B3 (B3SA3) para dar lugar a Bradespar (BRAP4). A lista ficou assim:

  • Iochpe Maxion (MYPK3)
  • Bradespar (BRAP4)
  • Minerva (BEEF3)
  • CSU Digital (CSUD3)
  • Cury (CURY3)
  • Gerdau (GGBR4)
  • Itaú (ITUB4)
  • Petrobras (PETR4)
  • Sinqia (SQIA3)
  • Vale (VALE3)

PagBank

A carteira fechou a semana com alta de 0,23%. Saíram da nova carteira três ações: Cemig (CMIG4), Mater Dei (MATD3) e Tupy (TUPY3). Entraram no lugar Brasil Agro (AGRO3), Itaúsa (ITSA4) e Simpar (SIMH3). A carteira ficou assim:

  • Amazon (AMZO34)
  • PetroRio (PRIO3)
  • Brasil Agro (AGRO3)
  • Itaúsa (ITSA4)
  • Simpar (SIMH3)

MyCap

Quem comprou as ações recomendadas na semana passada pela MyCap teve uma valorização de 1,49%. Para esta semana, saem da carteira quatro ativos: Fleury (FLRY3), Vale (Vale3), Bradesco (BBDC4) e EZTec (EZTC3). No lugar, entram Cemig (CMIG4), 3R Petroleum (RRRP3), Banco do Brasil (BBAS3) e Weg (WEGE3). A lista ficou assim:

  • Assaí (ASAI3)
  • Cemig (CMIG4)
  • 3R Petroleum (RRRP3)
  • Banco do Brasil (BBAS3)
  • Weg (WEGE3)

Warren

A Warren não divulgou a rentabilidade da semana passada. Para esta semana, sai PetroReconcavo (RECV3) e entra Vamos (VAMO3). A lista fica assim:

  • Vamos (VAMO3)
  • Arezzo (ARZZ3)
  • Bradesco (BBDC4)
  • Intelbras (INTB3)
  • Vale (VALE3)

Terra

A carteira da Terra, na semana passada, teve uma alta de 1,47%. Para este novo período, a lista tem a mesma composição da semana anterior:

  • Assaí (ASAI3)
  • 3R Petroleum (RRRP3)
  • Marfrig (MRFG3)
  • Itaú (ITUB4)
  • Gerdau (GGBR4)

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.