Bolsas

Câmbio

Bovespa fecha em queda de 1,69%, maior baixa em um mês; Vale despenca 5,16%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (2) em baixa de 1,69%, a 65.854,93 pontos. É a maior queda percentual diária desde 30 de janeiro, quando caiu 2,62%. Na véspera, a Bovespa havia subido 0,49%.

Entre as maiores desvalorizações do dia estão as ações da mineradora Vale, que despencaram 5,16%, e as da Ambev, que perderam 3,91%. O desempenho da Vale foi influenciado pela queda do minério de ferro na China, enquanto a Ambev divulgou lucro líquido de R$ 13 bilhões em 2016, resultado abaixo do esperado por analistas.

As ações da Petrobras (-3,53%), do Itaú Unibanco (-1,03%), do Banco do Brasil (-0,92%) e do Bradesco (-0,3%) também registraram perdas. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Dólar sobe 1,88%, a R$ 3,151

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 1,88%, cotado a R$ 3,151 na venda. É a maior alta percentual diária desde 1º de dezembro de 2016, quando o dólar subiu 2,4%. Esse é também o maior valor de fechamento desde 27 de janeiro (R$ 3,152). Na véspera, a moeda norte-americana havia caído 0,65%.

Investidores aumentavam as apostas de que os juros nos Estados Unidos podem subir em breve, após a divulgação de que o número de pedidos de auxílio-desemprego no país caiu para o menor patamar em quase 44 anos na semana passada.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos