IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Desemprego no país fica em 5,6% em julho, na 1ª queda no ano

Do UOL, em São Paulo

22/08/2013 09h46Atualizada em 22/08/2013 11h13

O desemprego brasileiro caiu para 5,6% em julho, menor taxa desde fevereiro, ante 6% em junho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (22). É a primeira queda do indicador no ano.

O número de trabalhadores desocupados ficou em 1,4 milhão em julho. A população ocupada chegou a 23,1 milhões e os trabalhadores com carteira assinada no setor privado, a 11,6 milhões. O rendimento real atual ficou em R$ 1.848, 40 .

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) é feita nas regiões metropolitanas do Recife, de Salvador, de Belo Horizonte, do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Porto Alegre.

Taxa média de desocupação no país

  • Fonte: IBGE

Renda

O rendimento médio real habitual ficou em R$ 1.848,40 em julho, o que representou recuo de 0,9% sobre junho, mas aumento de 1,5% na comparação com julho de 2012.

A massa de rendimento real habitual equivaleu a R$ 43,2 bilhões, estável ante junho, mas 2,7% maior que o verificado em julho do ano passado.

Rendimento médio real habitualmente recebido (julho de 2013)

  • IBGE

    Fonte: IBGE

Caged

Ontem, o Ministério do Trabalho divulgou que o país registrou abertura de 41.463 vagas de trabalho com carteira assinada em julho, pior resultado para o mês desde 2003, de acordo com a série histórica sem ajuste sazonal, ou seja, sem considerar os dados enviados pelas empresas fora do prazo.

Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quarta-feira.

Os números de julho revelam que a economia brasileira continua gerando empregos com carteira assinada, mas a quantidade de vagas abertas é menor que no ano passado. O saldo de 41,5 mil é 70,9% inferior aos 142,5 mil novos postos de trabalho registrados em julho de 2012.

(Com Reuters, Valor e Agência Brasil)