Bolsas

Câmbio

Mulher ganha 81% do salário do homem em SP; diferença é a menor em 30 anos

Do UOL, em São Paulo

A diferença entre os salários por hora de homens e mulheres na região metropolitana de São Paulo diminuiu em 2014, chegando ao menor nível desde 1985, quando começou a Pesquisa de Emprego e Desemprego do Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados) e do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (5).

As mulheres receberam, em média, R$ 9,80 por hora de trabalho em 2014, aumento de 5,3% em relação ao ano anterior. O rendimento por hora dos homens foi de R$ 12,04, leve queda de 0,2%, ficando praticamente estável.

Isso significa que o salário das mulheres em 2014 representou 81,4% em comparação ao dos homens. Em 2013, esse valor era de 77,1%.

O salário médio mensal das mulheres foi de R$ 1,594, representando 71,96% do rendimento dos homens, que chegou a R$ 2.215.

Segundo a pesquisa, porém, a melhor medida é o salário por hora, porque o tempo médio de trabalho por semana das mulheres é de 38 horas, menor que o dos homens, de 43 horas.

Taxa de desemprego entre mulheres aumentou

O nível de desemprego entre as mulheres aumentou na região metropolitana de São Paulo, passando de 11,7% para 12,2% entre 2013 e 2014, segundo o Dieese.

A participação das mulheres no mercado de trabalho permaneceu estável, ficando em 55,1%, o mesmo valor de 2013, depois de alcançar 56,1% em 2012.

A participação dos homens teve leve queda, caindo de 70,6% para 70,5% entre 2013 e 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos