Bolsas

Câmbio

Novos bancos trocam agências por app, e são opção para fugir de tarifas

Téo Takar

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

Os grandes bancos passaram a cobrar tarifa mensal da conta corrente digital, mas os consumidores ainda encontram essa opção em empresas novas e menores, que trocam as agências pelo aplicativo no celular. É o caso dos bancos Neon e Inter, que oferecem conta digital gratuita. 

"Os bancos grandes possuem uma dependência histórica de tarifas. Quando você olha os balanços deles, dá para perceber que se trata de uma receita relevante", diz o diretor executivo do banco Inter, Alexandre Riccio. "Nós conseguimos não cobrar tarifas porque adotamos um modelo sem agências físicas. Nosso custo físico e com pessoal é bem menor."

Tanto o banco Neon como o Inter, que é a nova marca do banco mineiro Intermedium, afirmam não ter intenção de cobrar tarifas mensais de seus clientes digitais no futuro e dizem que pretendem manter seus modelos originais de serviços.

"Criamos o Neon com base em um modelo para não onerar o cliente. Por isso, somos um banco sem agências, o que nos permite ter um quadro pessoal menor", diz o diretor de produtos do banco Neon, Daniel Benevides.

Cartão internacional e opções de investimento

O Inter oferece conta digital com um pacote totalmente gratuito, sem limite para saques, extratos e transferências, e que inclui também um cartão de crédito internacional, sem cobrança de anuidade.

"Aqui não tem asterisco. É sem tarifa mesmo", afirma Riccio. "Nossa ideia é promover a democratização bancária. Nosso aplicativo é simples, mas seguro e eficiente."

Entre as vantagem estão os investimentos oferecidos aos clientes, com opções mais vantajosas do que as normalmente oferecidas pelos grandes bancos --por exemplo, uma LCI, título que é isento de Imposto de Renda, com taxa de 90% do CDI. "Seria o equivalente a um CDB a 107% do CDI, considerando um imposto de 15%", diz o diretor do banco.

O aplicativo do banco também permite investir nos títulos disponíveis no Tesouro Direto sem cobrar taxa de corretagem.

Gratuito até certo limite, mas com bons recursos no app

O banco Neon nasceu "moderninho", descolado, com aplicativo colorido e linguagem jovem. Possui ferramentas para controlar os gastos pessoais e planejar objetivos, como juntar dinheiro para uma viagem, por exemplo. 

Os recursos economizados são direcionados para um CDB do banco que rende 90% do CDI e com liquidez diária, ou seja, permite sacar o investimento a qualquer momento. 

O banco também não tem agências. O Neon permite fazer um saque, um depósito por boleto e uma transferência por mês sem cobrar. A partir daí, o banco cobra tarifa por transação. Fique atento porque os valores são salgados: R$ 6,90 por saque, R$ 3,50 por transferência para outro banco (TED) e R$ 2,50 por boleto/depósito.

Gratuito, se você investir uma bolada

O Banco Original também surgiu como um concorrente digital para os grandes bancos, mas voltado a atender o público de alta renda. O banco faz parte do grupo J&F, dos empresários Joesley e Wesley Batista.

O banco cobra R$ 9,90 por mês para um pacote de serviços, como saques, extratos e transferências, com uso ilimitado durante o primeiro ano de abertura da conta. Após esse período, há um limite mensal por tipo de transação. Porém, se o cliente mantiver mais de R$ 100 mil investidos no banco, ele tem direito à isenção da tarifa mensal.

Sem agência, como funcionam saques e depósitos?

Como esses bancos não têm agência nem caixas eletrônicos próprios, como o cliente faz para depositar ou sacar dinheiro?

Uma opção é usar qualquer caixa automático da rede Banco 24 Horas para os saques. Para depositar dinheiro na conta, o cliente deve emitir um boleto pelo aplicativo com o valor desejado do depósito e pagá-lo na agência de qualquer banco. É como pagar uma conta, mas o valor pago vai virar um depósito para você mesmo. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos