Opinião

O que fazer com o dinheiro do 13º salário: amortizar dívida ou investir?

Desbravar o território financeiro pode ser uma jornada cheia de reviravoltas e escolhas. O dinheiro extra que entra no final do ano, seja o 13º ou o faturamento de vendas, nos dá um poder maior de escolher entre duas estratégias que irão impactar as próximas rodadas do game da vida: a missão de amortizar dívidas e a busca por tesouros nos domínios dos investimentos.

Amortizar dívidas

Ao destinar recursos para o pagamento de empréstimos, financiamentos ou cartões de crédito, as pessoas podem eliminar gradualmente o saldo pendente e, consequentemente, diminuir os encargos de juros associados. Isso não apenas alivia a pressão financeira a curto prazo, mas também contribui para a construção de uma base financeira sólida a longo prazo.

Os benefícios de amortizar dívidas incluem redução do estresse financeiro, melhoria da pontuação de crédito e liberação de recursos para outras finalidades, uma vez que as obrigações são liquidadas. No entanto, é importante considerar a taxa de juros associada à dívida: se for relativamente baixa, talvez investir em uma expedição em busca do 'Santo Graal dos Rendimentos' possa fazer sentido.

Onde investir o dinheiro extra

Investir oferece a oportunidade de fazer o dinheiro trabalhar a favor do investidor. Alocar recursos em instrumentos financeiros como CDBs, fundos, ações ou imóveis tem o potencial de gerar ótimos retornos ao longo do tempo.

Entretanto, a escolha de investir em vez de amortizar dívidas deve levar em consideração a tolerância ao risco do investidor, o horizonte de tempo para atingir metas financeiras e a natureza das dívidas existentes. O fato é que, ao escolher os investimentos, você planta as sementes da riqueza, torcendo para que essas plantas cresçam mais rápido do que os problemas financeiros que tentam se infiltrar na sua fortaleza.

Mas cuidado, cada caminho tem suas armadilhas. Amortizar dívidas pode parecer um duelo intenso, mas a recompensa é a liberdade de cavalgar livremente pelos campos da prosperidade. Investir, por outro lado, é uma dança com o destino, onde você pode se deparar com alegrias gloriosas ou desafios inesperados.

Amortizar dívidas e investir ao mesmo tempo

Acredito que a verdadeira magia esteja em mesclar essas duas aventuras. Como um feiticeiro financeiro, você pode conjurar o encanto de pagar suas dívidas enquanto alimenta o caldeirão dos investimentos. É como preparar uma poção mágica que equilibra a segurança da amortização com a emoção dos retornos financeiros.

Continua após a publicidade

Então, caro aventureiro e aventureira das finanças, escolha sabiamente entre a luta heroica contra as dívidas e a busca emocionante por tesouros. Ou, quem sabe, embarque na épica jornada de ambas, tornando-se o protagonista da sua própria saga financeira!

Se você quiser mais sobre planejamento financeiro seguindo essa linha gameficada conheça a Jornada Mentalidade da Riqueza do PagBank. São seis cursos totalmente gratuitos e interativos disponíveis no app do PagBank em Meus investimentos > Aprenda a investir > PagCursos. Divirta-se aprendendo!

Quer saber como economizar e investir, além do que está acontecendo na economia? Conheça e siga o novo canal do UOL "Economize e Invista" no WhatsApp.

Aulão: Entenda suas emoções para investir melhor seu dinheiro

Não adianta só entender como funciona cada tipo de investimento. Para investir bem, você precisa entender o seu perfil e como suas emoções podem ajudar ou atrapalhar nas escolhas que você faz com seu dinheiro. Pensando nisso, o UOL preparou uma série de três lives para falar sobre o universo das finanças comportamentais, para ajudar os investidores a usar as emoções a seu favor e tomar decisões mais inteligentes e rentáveis.

A primeira live mostra que, no momento de fazer escolhas dos investimentos, não são só questões racionais que interferem. Há as influências e os erros na forma de perceber as informações. O segundo aulão mostra como sua mentalidade te atrapalha na hora de escolher os melhores investimentos.

Continua após a publicidade

Assista ao aulão no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, todas as quintas-feiras, das 16h às 16h40. Assine aqui e participe!

A última série do Papo com Especialista foi sobre Como sair das dívidas e ter mais dinheiro para investir e realizar sonhos. Para saber mais, acesse este link.

Quer investir melhor? Receba dicas no seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido? O UOL tem uma newsletter diária gratuita que o ajuda nesse objetivo. Assine o Por Dentro da Bolsa aqui. Você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pela equipe do PagBank Investimentos para aprender a investir melhor.

Você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor o seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui. UOL Investimentos ainda tem diversos conteúdos diários que te ajudam a lidar melhor com seu dinheiro.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

O UOL Economia é de propriedade do Universo Online S.A., sociedade que controla as empresas do Grupo UOL. O Grupo UOL tem em sua composição empresas que exercem atividades reguladas no setor financeiro. Apesar de o Grupo UOL estar sob controle comum, os executivos responsáveis pelo Banco Seguro S.A. são totalmente independentes e as notícias, matérias e opiniões veiculadas no portal tem como único objetivo fornecer ao público elementos a título educacional e informativo sobre o mercado e produtos financeiros, sendo baseadas em dados de conhecimento público na data de sua divulgação, conforme fontes devidamente indicadas, e condições mercadológicas externas ao Grupo UOL que podem ser alteradas a qualquer momento, mas sem constituir qualquer tipo de relatório de análise, recomendação, oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes