Só para assinantesAssine UOL

Copel (CPLE6): lucro líquido chega a R$ 441 milhões no 3T23, alta de 16,6% em um ano

A Companhia Paranaense de Energia - Copel (CPLE6) - obteve lucro líquido de R$ 441,2 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23), segundo balanço divulgado no fim da noite de quarta-feira (8).

O lucro líquido da Copel no 3T23 foi, portanto, 16,6% maior do que o lucro de R$ 378,4 milhões registrado em igual período de 2022 (3T22).

No período, a receita operacional líquida da Copel avançou 8,5% em relação a igual trimestre de 2022, para R$ 5,544 bilhões na base anual.

O resultado é reflexo, principalmente, do aumento de R$ 330,6 milhões na receita de disponibilidade da rede elétrica; crescimento de R$ 273,9 milhões na receita de fornecimento de energia elétrica; acréscimo de R$ 52,9 milhões na receita de construção, em função, essencialmente, do aumento do volume de obras relacionadas ao programa "Transformação"; e aumento de R$ 11,3 milhões na linha "outras receitas operacionais".

O Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Ebitda da Copel) ajustado, excluindo os itens não recorrentes, atingiu R$ 1,439 bilhão no período, valor 26,8% superior ao reportado no mesmo intervalo do ano anterior.

O montante, segundo a Copel, é "reflexo, sobretudo, do melhor resultado da Copel Geração e Transmissão, Copel Distribuição e da melhor remuneração sobre ativos de transmissão de empreendimentos controlados em conjunto, parcialmente compensado, principalmente, pelo menor resultado da Elejor e Compagas.

Desconsiderando o resultado de equivalência patrimonial, o EBITDA Ajustado teve aumento de 21,8% no 3T23 ante 3T22?, destacou.

A dívida consolidada da companhia ao final do 3T23, considerando operações descontinuadas (referente a Compagas e UEGA, que estão em processo de alienação), totalizou R$ 15,443 bilhões, acréscimo justificado pela 4ª emissão de debêntures simples da Compagas em julho de 2023 no montante de R$ 295 milhões.

No final do 3T23, o endividamento bruto da companhia representava 64,4% do patrimônio líquido consolidado, que era de R$ 23,508 bilhões.

Continua após a publicidade

A alavancagem da Copel ficou em 2,3 vezes a relação dívida/Ebitda, enquanto a geração de caixa operacional foi de R$ 1,2 bilhão.

Desempenho das ações da Copel

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora