Só para assinantesAssine UOL

Taesa (TAEE11) será impactada por edital bilionário do TCU?

Conforme informações da Folha de S. Paulo, o TCU (Tribunal de Contas da União) deve aprovar o edital do leilão de R$ 21 bilhões em linhas de transmissão da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) - o que pode ser interesse da Taesa (TAEE11), Copel (CPLE6), Alupar (ALUP11) e demais companhias elétricas.

A expectativa é de que o edital do TCU tenha certame previsto para meados de dezembro na B3. O lote 1, que concentra 94% das obras, tem orçamento de R$ 17 bilhões.

Além disso, vale destacar que a RAP (Receita Anual Permitida) autorizada pela Aneel para o vencedor da concessão é definida com base no investimento a ser realizado.

O leilão inclui três lotes, que envolvem a construção de nove empreendimentos em cinco estados ?Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins.

Serão leiloados, no total, 4.471 km de linhas.

Segundo o analista Bernardo Viero, da Suno Research, o leilão não deve afetar a Taesa, tal como outros players relevantes do setor elétrico.

O especialista destaca que durante as teleconferências de resultados do último trimestre, ISA Cteep (TRPL4), Taesa, Neoenergia (NEOE3), Copel e Cemig (CMIG4) sinalizaram que ficarão de fora.

"Pelo tamanho elevado dos investimentos necessários para a maioria dos ativos (principalmente 1A, 1B e 2) e a característica de corrente contínua, que só a Eletrobras opera no Brasil, é natural se esperar que a empresa tenha algum protagonismo na disputa, também considerando a falta de algumas concorrentes que foram muito atuantes nos leilões dos últimos anos", explica.

"Nesse sentido, esperamos um protagonismo maior da Eletrobras e de companhias estrangeiras, com alguma possibilidade de Engie Brasil e da Alupar também buscarem uma participação", conclui o analista da Suno Research.

Continua após a publicidade

Desempenho das ações da Taesa

As ações TAEE11 sobem 8,2% no acumulado dos últimos 30 dias, sendo negociadas a um patamar de R$ 36 em bolsa durante o pregão desta quinta-feira (23).

No acumulado de 2023, os papéis da Taesa sobem 6,8%.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora