Bolsas

Câmbio

Catástrofes naturais provocaram mais mortes e menos custos em 2015

Berlim, 4 Jan 2016 (AFP) - As catástrofes naturais de 2015 mataram mais pessoas que no ano anterior, mas provocaram menos danos e custaram menos, anunciou nesta segunda-feira a empresa alemã de resseguros Munich Re em seu relatório anual.

Com 23.000 vítimas, as catástrofes de 2015 provocaram um número três vezes maior de mortes que 2014 (7.700 óbitos), mas um resultado muito menor que a média dos últimos 30 anos (54.000), segundo a seguradora.

O pior desastre foi o terremoto que abalou o Nepal em abril e que deixou 9.000 vítimas. A onda de calor que afetou Índia e Paquistão entre maio e junho e o mesmo fenômeno na Europa provocaram, respectivamente, 3.670 e 1.250 mortes.

No que diz respeito aos danos, 2015 foi melhor que os anos anteriores, com o menor custo registrado desde 2009: 90 bilhões de dólares, contra 110 bilhões de 2014. A média das últimas três décadas era de US$ 130 bilhões por ano.

Muitos ciclones tropicais de 2015 aconteceram em áreas pouco habitadas. No Atlântico Norte, o fenômeno El Niño atuou como barreira ante as grandes tempestades, afirma o grupo em um comunicado.

"Mas o valor dos danos não deve estimular uma redução da vigilância", adverte a empresa.

Após El Niño, La Niña? "Os cientistas partem do princípio de que a fase atual do El Niño pode ser seguida nos próximos anos pelo contrário, ou seja, uma fase de La Niña, que favoreceria por exemplo a formação de furacões no Atlântico Norte", afirma em um comunicado Peter Hoppe, diretor da divisão de Geo Risks Research do grupo.

El Niño, um fenômeno natural periódico provocado por uma mudança de sentido dos ventos alísios sobre o Pacífico equatorial, foi particularmente sentido no ano passado, o que contribuiu para fazer de 2015 um período extraordinariamente quente, com secas e ondas de c alor, tornando mais visíveis os efeitos da mudança climática.

Dos 90 bilhões de dólares em danos, 27 bilhões estavam segurados, segundo a Munich Re.

Como acontece em todos os anos, nos países desenvolvidos a taxa de segurados era mais forte.

Os danos provocados pela onda de frio nos Estados Unidos no início do ano, a tempestade Niklas na Europa e os incêndios na Califórnia estão entre os maiores custos para as seguradoras, enquanto apenas uma pequena parte dos danos provocados pelo terremoto do Nepal tinha cobertura (210 milhões de dólares de um total de 4,8 bilhões).

Em 2015, a grande maioria das catástrofes (94%) teve origem meteorológica e, embora muitas tivesse relação com El Niño, os efeitos da mudança climática também foram sentidos. Por exemplo, as recentes inundações no norte da Inglaterra foram consequência de temperaturas acima da média e de chuvas torrenciais. Segundo a primeira estimativa da Munich Re, poderiam custar mais de um bilhão de euros.

mtr/fp

MUENCHENER RUECKVERSICHERUNG

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos