Bolsas

Câmbio

FMI: economia mundial vulnerável pede novos mecanismos

Washington, 24 Fev 2016 (AFP) - A "forte vulnerabilidade" da economia mundial deve conduzir à reflexão sobre novas "redes de segurança financeira", em especial nos países emergentes, afirmou nesta quarta-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Existem riscos de descarrilamento da recuperação no momento em que a economia mundial está fortemente vulnerável a choques negativos", afirmou a entidade em um relatório publicado a dois dias de uma reunião do G-20 financeiro em Xangai.

O FMI se mostrou especialmente preocupado com as turbulências financeiras "crescentes", com a queda dos mercados financeiros e com as "inquietudes" ligadas à desaceleração chinesa e à queda dos preços do petróleo.

Nesse contexto, o FMI considera "provável" uma nova queda da sua previsão mundial de crescimento, que deverá publicar em abril.

A instituição pediu a integrantes do G20, que se reunirão na China na sexta-feira e no sábado, a tomar urgentemente "ações fortes" para empurrar o crescimento da mesma forma como fizeram no passado.

O relatório apontou que "menos da metade" das medidas econômicas fundamentais prometidas pelas grandes potências foram executadas até o momento.

Os Estados Unidos, contudo, minimizaram a importância da reunião na China. "Não é necessário esperar uma resposta de crise em um ambiente sem crise", disse o secretário americano do Tesouro, Jack Lew, em entrevista à rede de TV Bloomberg.

No relatório, o FMI estima que a conjuntura atual pode fazer que as potências inovem para resistir melhor a uma possível crise.

De acordo com a instituição, os esforços da comunidade internacional devem concentrar-se "urgentemente" nos meios para melhorar as "redes de segurança financeira" em nível mundial.

"Pode haver necessidade de desenvolver novos mecanismos de financiamento para enfrentar os riscos que ameaçam os países exportadores de matérias-primas e os países emergentes que dispõem de fundamentos sólidos porém vulneráveis a eventos externos", disse o FMI sem dar mais detalhes.

O FMI pediu que o G-20 pense em um novo mecanismo de apoio financeiro que possa ajudar a "conter" o impacto econômico de crises geopolíticas e sanitárias.

"O mundo precisa de um mecanismo para administrar esses problemas", apontou o FMI, indicando casos como a crise de refugiados e grandes epidemias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos