Bolsas

Câmbio

França: acordo de livre-comércio EUA-UE depende de garantias

Paris, 26 Abr 2016 (AFP) - O primeiro-ministro francês Manuel Valls afirmou nessa terça-feira que o projeto de tratado de livre-comércio EUA-UE (TTIP) "não poderá se concretizar" se não for garantido a manutenção do "nível de exigência" da França em matéria de saúde e de meio ambiente.

"Quero ser muito claro: não poderá ser concretizado se não houver garantias de que o nível de exigência que temos na França para a saúde e o meio ambiente de nós, cidadãos, será mantido", disse Valls em um discurso pronunciado em uma conferência governamental sobre o meio ambiente.

"Hoje estamos muito longe disso", estimou.

Pouco antes, o secretário de Comércio Exterior Matthias Fekl, que participa das negociações pela França, afirmou que a possibilidade de assinar um acordo está "mais longe".

"Não há um frenesi francês nem europeu para assinar qualquer coisa a qualquer preço", garantiu Fekl.

Este grande acordo, que está sendo negociado desde 2013, tem o objetivo de suprimir tarifas e barreiras ao comércio entre Estados Unidos e UE, tem sido criticado pela sociedade civil, pela falta de transparência nas negociações e por um possível impacto na agricultura e no meio ambiente.

Em meados de abril o presidente francês François Hollande afirmou que a França "sempre pode dizer não", caso essas condições não forem respeitadas.

bpa-sd-mc/mb/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos