Bolsas

Câmbio

FMI anuncia início de acordo para retomar ajuda à Ucrânia

Washington, 18 Mai 2016 (AFP) - O FMI disse nesta quarta-feira ter chegado a um início de acordo para manter a ajuda à Ucrânia depois de ter ameaçado interrompê-la devido à morosidade de Kiev em combater a corrupção.

As equipes do Fundo Monetário Internacional (FMI) chegaram a um acordo com a Ucrânia, que agora deverá ser ratificado por seu conselho de administração e que se traduzirá na liberação de um novo crédito de 1,6 bilhão de dólares, disse a instituição em comunicado

Após discussões interrompidas pela nominação de um novo governo ucraniano em abril, os equipes do FMI disseram nesta quarta-feira que foi acordado com Kiev um "mapa do caminho" para retomar os desembolsos, disse a entidade.

O conselho de administração do FMI, que representa seus 189 países-membros, deverá estudar o acordo e decidir se dará o aval para o empréstimo de 1,6 bilhão de dólares que seriam concedidos há um ano.

Kiev deverá "acelerar seus esforços" para consolidar a estabilidade orçamentária e financeira e melhorar "de maneira decisiva" as normas do Estado de Direito e de transparência da gestão pública.

A Ucrânia está enterrada em uma profunda recessão: seu PIB caiu 9,9% em 2015 e 6,6% em 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos