Bolsas

Câmbio

Chefe chinês que aceitou 60 milhões de euros em subornos é preso

Pequim, 22 Jun 2016 (AFP) - A justiça chinesa condenou o ex-chefe de uma grande empresa pública a 10 anos de prisão por aceitar cerca de 60 milhões de euros em subornos (em torno de 67 milhões de dólares), anunciaram as autoridades locais.

Wang Yujun, o antigo presidente da China Resources Power, foi condenado na semana passada por um tribunal da província de Jiangsu (leste), informou a promotoria estadual em seu site na internet.

A China Resources, que esteve em 2013 entre as 500 empresas mais importantes do mundo segundo a revista Fortune, opera nos setores de distribuição, imobiliário, financeiro e de eletricidade.

Wang recebeu mais de 427 milhões de iuanes por baixo da mesa entre 2005 e 2013, assegurou o Ministério.

O presidente chinês Xi Jinping lançou, desde sua chegada ao poder no fim de 2012, uma importante campanha anticorrupção dirigida, especialmente, contra as empresas estatais corrompidas, muitas vezes, por desvio de verbas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos