Obama alerta contra a "histeria do Brexit"

Washington, 28 Jun 2016 (AFP) - O presidente Barack Obama alertou nesta terça-feira contra a histeria internacional que se seguiu ao referendo que decidiu a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Em uma entrevista à Rádio Nacional Pública, o presidente dos Estados Unidos disse que respeita os resultados do referendo. No entanto, para Obama, a votação representou "o apertar do botão que pausa o projeto de uma integração completa da Europa".

"Eu não exageraria. Houve um pouco de histeria depois da votação do Brexit, como se, de alguma maneira, já não existisse a Otan, como se tivesse dissolvido a aliança atlântica, e cada país tivesse ido para seu canto. Não foi isso o que aconteceu".

Obama disse ainda que a votação "fala dos caminhos em curso e os desafios que aumentam por causa da globalização". "Creio que este será o momento em que toda a Europa dirá: 'vamos respirar e imaginar como podemos manter em parte nossas identidades nacionais, como podemos preservar os benefícios da integração e como vamos lidar com certas frustrações que são sentidas por nossos eleitores'", comentou, acrescentando que não prevê "grandes mudanças catastróficas" em consequência dessa votação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos