Rússia prorroga até 2017 embargo a produtos alimentícios ocidentais

Moscou, 29 Jun 2016 (AFP) - O presidente russo Vladimir Putin prolongou até 2017 a proibição de importar produtos alimentícios dos países ocidentais, uma medida de represália pela crise ucraniana, segundo um decreto presidencial publicado nesta quarta-feira.

O decreto ordena prolongar até 31 de dezembro de 17, "para defender os interesses nacionais russos", a proibição da importação da maioria de produtos alimentícios procedentes de países ocidentais, especialmente da União Europeia.

A UE sancionou a Rússia em função da anexação da Crimeia em 2014 por Moscou e por seu suposto apoio aos separatistas do leste da Ucrânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos