PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ex-chefe de estatísticas chinês, viciado em sexo, é excluído do PCC

26/08/2016 10h58

Pequim, 26 Ago 2016 (AFP) - O ex-chefe do Instituto de Estatísticas chinês, acusado de ser "um viciado insaciável em sexo", foi excluído do Partido Comunista chinês e seu caso será examinado pela justiça.

Wang Baoan dirigiu até janeiro o organismo encarregado de calcular e anunciar os indicadores econômicos do país.

As estatísticas econômicas chinesas são alvo de controvérsia, e alguns denunciam que são manipuladas por motivos políticos.

"Wang Baoan participava ativamente de atividades supersticiosas, violava gravemente as regras e a disciplina política e expressou opiniões contrária às do comitê central em temas de grande importância", explicou a Comissão Central para a Inspeção da Disciplina, o órgão anticorrupção do PCC encarregada do caso.

Wang se dedicava a ir a hotéis de luxo, utilizava o cargo para obter favores sexuais e aceitou presentes e dinheiro para favorecer familiares, acrescentou.

As investigações internas do PCC geralmente resultam em exclusão do PCC e depois passam para a justiça penal.