Bolsas

Câmbio

China cria conglomerado para fabricar motores de avião

Pequim, 29 Ago 2016 (AFP) - A China inaugurou no fim de semana um novo conglomerado especializado na fabricação de motores de avião, uma aposta das autoridades de Pequim para transformar o país em líder mundial do setor, à frente de gigantes como Rolls-Royce ou General Electric.

O conglomerado, chamado Aero Engine Corporation of China (AECC), tem capital de 50 bilhões de yuanes (6,7 bilhões de euros) e quase 100.000 funcionários.

De acordo com a imprensa chinesa, o grupo incluirá as filiais de várias empresas estatais como a Avic, líder da construção aeronáutica no país.

O presidente chinês Xi Jinping afirmou que a criação da empresa é uma "medida estratégica" para transformar a China em uma potência aeronáutica e para modernizar o exército, segundo a agência oficial Xinhua.

Atualmente a China não fabrica seus grandes aviões comerciais e o C919, uma aeronave de média distância, está equipado com motores da CFM International, uma empresa conjunta da General Electric (EUA) e da Safran (France).

O avião mais potente da Força Aérea chinesa utiliza motores de fabricação russa, de acordo com a Xinhua.

O país considera uma prioridade a produção de alta tecnologia para tornar mais competitiva sua economia, a segunda maior do planeta, em setores como aeronáutica, biotecnologia ou energias alternativas.

bfc/fp

SAFRAN

GENERAL ELECTRIC

ROLLS-ROYCE HOLDINGS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos