Bolsas

Câmbio

EUA: vendas de automóveis crescem mais devagar

Chicago, 1 Set 2016 (AFP) - A indústria automobilística americana teve de lutar em agosto para manter seu impulso, com General Motors, Ford e Nissan relatando vendas menores.

Já a unidade americana da Fiat Chrysler informou um aumento de 3% em suas vendas de agosto, graças a seu popular utilitário Jeep.

A GM, maior fabricante americano, anunciou uma queda de 8%, em comparação a agosto de 2015; a Ford, de 5%; e a Nissan, de 6,5%.

As montadoras divulgaram boas receitas, devido ao aumento no preço médio dos veículos (ATP, na sigla em inglês).

"A força da nossa receita foi registrada em nosso ATP recorde, que foi mais de US$ 1.600 acima do mês passado e quase US$ 5.600 acima da média da indústria", disse o chefe de vendas da GM, Kurt McNeil.

O preço médio dos automóveis já subiu 2,5% em julho em relação a um ano atrás e se situou em US$ 34.264, segundo a empresa Kelly Blue Book (KBB).

No mês passado, o analista Tim Fleming, da KBB, havia advertido que o aumento de preços de veículos novos poderia levar o público a procurar os usados. Essa mudança interromperia a tendência dos últimos cinco anos.

Também há sinais de que se está freando o impulso do boom de vendas que vinha sendo alimentado pelo baixo preço da gasolina, pelas baixas taxas de juros e pela melhora do mercado de trabalho.

Em julho, as vendas subiram para 17,88 milhões de unidades contra 17,59 milhões de julho de 2015.

As vendas das principais marcas caíram, porém, e, segundo a Autodata, quando as vendas aumentam, isso acontece mais lentamente.

"É muito prematuro saber se, em 2016, vai-se superará o recorde de vendas de 2015", disse à AFP Michelle Krebs, da Autotrader.

"Tudo depende de que isso ocorra nesses últimos meses do ano e do que os fabricantes vão fazer em matéria de incentivos e de promoções", completou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos