Bolsas

Câmbio

General Motors e Michelin mantêm projetos no México

Detroit, Estados Unidos, 10 Jan 2017 (AFP) - Duas empresas da indústria automotora, General Motors (GM) e Michelin, descartaram modificações em seus projetos no México, apesar das pressões do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, para que os fabricantes deixem o território mexicano.

"Nossa estratégia continua sendo produzir ali onde vendemos, isso não mudou", disse Mary Ibarra, presidente da GM, a jornalistas na sede da GM em Detroit (Michigan, norte), onde acontece a 29ª edição do Salão do Automóvel.

Jean-Dominique Senard, presidente da fabricante de pneus francesa Michelin, disse que a empresa não está reconsiderando a nova fábrica no México.

"A decisão de construir a fábrica no México se deu há anos", disse Senard à AFP durante a feira. "Vamos estar onde estão nossos clientes, nosso negócio é global e não estamos reconsiderando (a presença no México)".

O grupo francês anunciou em julho planos para construir uma fábrica no centro de México, com um investimento de 450 milhões de euros.

A Michelin disse que a fábrica, localizada no estado de Guanajuato e que deverá ficar pronta até o final de 2018, produzirá de quatro a cinco milhões de pneus, de acordo com a crescente demanda no México e "as crescentes oportunidades no dinâmico mercado da América do Norte".

lo/jt/jb/cc/lr

GENERAL MOTORS

TOYOTA MOTOR

FORD MOTOR

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos