Bolsas

Câmbio

Justiça alemã faz revista na Audi por escândalo de motores a diesel

Frankfurt am Main, 15 Mar 2017 (AFP) - A justiça alemã revistou nesta quarta-feira vários locais do fabricante de automóveis alemão Audi, no âmbito da investigação para determinar as responsabilidades no escândalo dos motores a diesel adulterados, anunciou a procuradoria de Munique.

Estas inspeções, realizadas pela polícia criminal alemã e por várias procuradorias, foram realizadas em "locais da Audi e em outros sete lugares" para determinar a identidade das pessoas envolvidas, informou a procuradoria de Munique em um comunicado.

A investigação se concentra, sobretudo, na venda nos Estados Unidos entre 2009 e 2015 de 80.000 veículos do fabricante alemão equipados com um motor a diesel V6 3 litros, disse.

Em resposta à AFP, um porta-voz da Audi confirmou que os investigadores realizaram inspeções na sede do fabricante automobilístico em Ingolstadt e Neckarsulm (sul da Alemanha).

"Cooperamos plenamente com os investigadores. Nós mesmos temos um grande interesse em que tudo sobre este caso venha à tona", disse o porta-voz.

Em setembro de 2015, o grupo Volkswagen, matriz da Audi e de outras 11 marcas (Porsche, Skoda, etc.), reconheceu a adulteração dos motores a diesel de 11 milhões de seus veículos no mundo para vendê-los como menos poluentes.

bur-tgb-bt/maj/pg/bc.zm/ma

VOLKSWAGEN

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos