Bolsas

Câmbio

Londres quer manter união aduaneira temporária com UE após o Brexit

Londres, 14 Ago 2017 (AFP) - O Reino Unido quer manter temporariamente a união aduaneira com a União Europeia após o Brexit, segundo anúncio do governo nesta segunda-feira, no primeiro de uma série de documentos sobre sua futura relação com Bruxelas.

O pertencimento à união aduaneira da UE, que atualmente permite o livre-comércio de bens, teoricamente acaba quando Londres abandonar o bloco em março de 2019, ao fim dos dois anos de negociações.

Contudo, o Departamento para a Saída da UE anunciou que vai tentar prolongar sua adesão durante "um período limitado" para dar tempo às empresas para se acomodarem na nova situação.

"Uma opção possível seria uma união aduaneira temporária entre Reino Unido e UE", disse um comunicado do ministério, que gere a saída britânica da UE.

Contudo, os detratores pró-europeus do governo de Theresa May, que querem que o país continue na UE, qualificaram essa pretensão como "fantasia".

"É uma fantasia fingir que podemos manter um comércio livre de travas com nosso principal sócio quando o governo mantém sua intenção de tirar o Reino Unido da união aduaneira", disse a Open Britain, principal organização pró-Europeia do Reino Unido. "É uma ilusão de ordem maior", sentenciou.

A UE tem insistido que Londres deverá respeitar o livre trânsito de pessoas - e de serviços e capitais - se quiser continuar se beneficiando da troca de bens, algo que vai de encontro à promessa de May de reduzir a imigração.

ar-al/eg/ll/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos