Topo

Petroleira russa Rosneft negocia construir gasodutos no Curdistão iraquiano

18/09/2017 16h06

Moscou, 18 Set 2017 (AFP) - A petroleira estatal russa Rosneft anunciou nesta segunda-feira que está negociando com as autoridades do Curdistão iraquiano, uma região que vai fazer um referendo de independência, para construir gasodutos e exportar gás para a Turquia.

"A Rosfnet e o governo regional do Curdistão negociam o início em breve de um projeto de construção de um sistema de transporte de gás", indicou o grupo em um comunicado, explicando que espera fechar o acordo antes do fim deste ano.

O gasoduto serviria "não apenas para alimentar as centrais elétricas e fábricas da região, mas também para exportar volumes significativos para a Turquia e o mercado europeu", completou a petroleira.

Segundo a Rosfnet, a rede vai começar a funcionar a partir de 2019 e, em 2020, poderá começar a exportar cerca de 30 bilhões de m³ anuais.

Nas mãos do governo russo e dirigida por Igor Setchin, próximo de Vladimir Putin, a Rosfnet tem um papel fundamental nos projetos geopolíticos da Rússia e já assinou importantes acordos com China, Índia e Venezuela, entre outros países.

O Curdistão iraquiano quer realizar um referendo de independência no domingo, 25 de setembro, mas o Tribunal Superior iraquiano pediu, nesta segunda-feira, a suspensão da consulta popular.

A região, rica em petróleo, coopera há anos com a Rússia na exploração de hidrocarbonetos, apesar da oposição do governo de Bagdá.

Mais Economia