Bolsas

Câmbio

Mercado argentino está à espera de desembolso iminente do FMI

Buenos Aires, 19 Jun 2018 (AFP) - A Bolsa de Buenos Aires se recuperou e a moeda teve leve queda nesta terça-feira (19), em outra sessão-chave pelo vencimento de letras do Banco Central, que com um novo presidente buscou acalmar os mercados na Argentina, horas antes de um primeiro desembolso do Fundo Monetário Internacional (FMI) por 15 bilhões de dólares.

Aós uma abertura otimista, o peso se desvalorizou e fechou a 28,46 por dólar, uma queda de 0,21%.

O índice Merval da Bolsa de Buenos Aires subiu 5,29%, a 29.118,51 unidades, após despencar 8,33% na segunda-feira, afetado pela abrupta queda das ações de bancos e empresas do setor energético.

O volume de operações foi de 1,440 bilhão de pesos (50,5 milhões de dólares).

Com Luis Caputo como novo presidente do Banco Central (BCRA), a autoridade monetária enfrenta nesta terça-feira o vencimento de 514,779 bilhões de pesos (18 bilhões de dólares).

O BCRA quer evitar que a venda de letras se volte para o dólar, a fim de controlar a desvalorização do peso, que acumula queda de 34,15% neste ano e se desvalorizou 10% apenas em junho.

O primeiro vencimento desses títulos gerou uma corrida cambial em maio que levou à inesperada decisão de Macri de recorrer ao FMI pela primeira vez em 12 anos.

A Argentina espera receber nesta semana 15 bilhões da primeira parcela do FMI, quando a direção do organismo aprovar o acordo - 12 anos depois de quitar sua dívida de 9,6 bilhões de dólares com a entidade.

ls/nn/tm/ll

HOLCIM

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos