PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mais de 200 ambientalistas mortos em 2017, maioria na América Latina

24/07/2018 06h11

Paris, 24 Jul 2018 (AFP) - Por terem se oposto a projetos mineradores, florestais, ou da agroindústria, pelo menos 207 pessoas morreram no mundo em 2017, das quais quase 60% na América Latina, especialmente no Brasil - informa a ONG Global Witness.

De acordo com o informe "A que preço?", publicado nesta terça pela ONG britânica, esse balanço contabilizado em 22 países pode ser bem maior. O número já supera o recorde de 2016, com cerca de 200 mortos.

cho-app/age/tt