ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Petrobras aceita pagar US$ 853 milhões às autoridades americanas e brasileiras

27/09/2018 10h49

Washington, 27 Set 2018 (AFP) - A Petrobras fechou um acordo com as autoridades dos Estados Unidos e aceitou pagar multa de 853 milhões de dólares para encerrar o litígio judicial referente ao escândalo da Lava Jato, anunciou nesta quinta-feira a Justiça americana.

Os Estados Unidos haviam lançado uma investigação contra a Petrobras, "que facilitou o pagamento de propinas a políticos e partidos políticos no Brasil", explicou o departamento de Justiça americano em um comunicado.

"A resolução de hoje demonstra o compromisso contínuo do FBI em trabalhar com os Estados Unidos e parceiros internacionais para investigar a corrupção, não importa onde ocorra", declarou o agente especial encarregado Matthew J. DeSarno, da Divisão Criminal do FBI em Washington. "Continuamos comprometidos com as empresas e executivos que violam a Lei de Práticas de Corrupção no Exterior, responsáveis por suas atividades, e continuaremos a trabalhar diligentemente para manter a integridade de um mercado cada vez mais global", acrescenta o texto.

As autoridades brasileiras vão receber 80% da multa paga.

"Dirigentes da Petrobras em cargos importantes, incluindo membros da diretoria, facilitaram o pagamento de subornos a políticos brasileiros e partidos políticos, depois fraudaram contas para escapar do controle dos investidores e reguladores", explicou Brian Benczkowski, o procurador-geral adjunto citado no comunicado.

Como parte do acordo, a Petrobras concordou em continuar cooperando com o departamento em quaisquer investigações e processos relacionados à questão de conduta, incluindo indivíduos, para melhorar seu programa de compliance e reportar sobre a implementação de seu programa de compliance aprimorado.

A companhia reconheceu ter falsificado contas e admitiu que "alguns executivos falharam no controle das contas para facilitar o pagamento de propinas".

Nenhum grande partido político foi poupado do enorme escândalo da Lava Jato, que veio à tona em 2014, em torno da atribuição de contratos públicos com o grupo Petrobras.

A investigação no Brasil atingiu dezenas de políticos de todas as esferas, incluindo governadores e empresários de destaque na vida nacional.

Na Bolsa de São Paulo, a ação da Petrobras PN subia 1,68% e da Petrobras ON registrava +1,71%, empurrando o Ibovespa (+ 1,05%) no início da sessão.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia