PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Brexit sem acordo poderia afetar economia americana, diz Fed

16/10/2018 18h29

Washington, 16 Out 2018 (AFP) - O presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central) dos Estados Unidos, Jerome Powell, se mostrou preocupado nesta terça-feira com o impacto negativo que um "Brexit desordenado" poderia ter sobre a economia americana.

Em uma reunião da Junta de Estabilidade Financeira (FSOC) em Washington, o líder do Fed alertou que embora os bancos americanos tenham "pouca exposição" às entidades do Reino Unido, a exposição de seus fundos aos bancos europeus era "mais significativa".

Isso sugere que, "no caso de uma desaceleração da economia europeia" após o Brexit, "os bancos (americanos) poderia ser indiretamente afetados", alertou Powell.

Ao enfatizar que as negociações de saída do Reino Unido eram "um processo extremadamente complexo", Powell alertou que as "incertezas" sobre a transição em matéria de regulação financeira "aumentariam a importância de encontrar soluções eficientes para evitar uma crise de estabilidade financeira".

O encontro do organismo criado depois da crise de 2008 que reúne todas as autoridades de regulamentação financeira dos Estados Unidos, o subsecretário do Tesouro encarregado das relações internacionais, David Malpass, também se mostrou preocupado com um impacto negativo do Brexit nos mercados financeiros.

"Queremos estar seguros de que o contágio em caso de um Brexit 'duro' possa ser controlado para manter a estabilidade financeira", disse.