PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Boeing cai em Wall Street após acidente fatal na Etiópia

11/03/2019 18h42

Nova York, 11 Mar 2019 (AFP) - A ação da Boeing desabou nesta segunda-feira (11) em Wall Street, afetada pela decisão de não utilização das aeronaves 737 MAX 8 na China e na Indonésia, um dia depois da queda de um aparelho deste modelo na Etiópia.

Os papéis fecharam em queda de 5,36%, a 399,89 dólares, freando a subida do Dow Jones, índice de referência da Bolsa de Nova York.

Os títulos da companhia chegaram a cair 13,5% depois do início de sessão em Wall Street, o que corresponde a uma perda de 30 bilhões de dólares de capitalização em bolsa.

A Indonésia decidiu nesta segunda-feira deixar imobilizar seus Boeing 737 MAX, após anúncios semelhantes na Etiópia e na China. Este último país tinha recebido um terço dos 737 MAX produzidos até agora.

Um Boeing 737-800 da Ethiopian Airlines que estava voando de Addis Abeba para Nairóbi caiu na manhã de domingo logo após a decolagem, matando todos os 157 de seus ocupantes.

O acidente no domingo é um novo revés para a Boeing. Um aparelho do mesmo modelo, versão modernizada do 737, um sucesso comercial, também caiu alguns minutos após a decolagem em 29 de outubro nas costas da Indonésia, uma tragédia em que 189 pessoas morreram.

Uma das caixas pretas do aparelho da empresa indonésia Lion Air apontou problemas com o velocímetro.

BOEING