PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Se preciso, EUA tomará ações 'imediatas e apropriadas' sobre a Boeing

11/03/2019 18h47

Washington, 11 Mar 2019 (AFP) - Funcionários de segurança aeronáutica dos Estados Unidos informaram nesta segunda-feira (11) que vão tomar ações imediatas se identificarem problemas de segurança nos aviões Boeing 737 MAX 8, depois que duas aeronaves deste modelo caíram nos últimos cinco meses.

A Administração Federal de Aviação (FAA) "continuamente avalia e supervisiona o desempenho em segurança das aeronaves comerciais americanas", disse o organismo em um comunicado.

"Se identificarmos algum aspecto que afete a segurança, a FAA tomará ações imediatas e apropriadas", acrescentou.

A FAA notificou outras autoridades internacionais de aviação civil de que em breve poderá compartilhar informação de segurança sobre o 737 MAX 8 de Boeing, destaca o comunicado.

Um destes aparelhos, que realizava o voo ET302 da Ethiopian Airlines, caiu no domingo a sudeste de Adis Abeba minutos após a decolagem, matando as 157 pessoas a bordo.

O mesmo modelo de aeronave - uma versão mais eficiente em economia de combustível do 737 - caiu no final de outubro na costa da Indonésia, também após a decolagem, deixando 189 mortos.

Uma equipe da FAA está na Etiópia participando da investigação sobre o acidente de domingo ao lado de inspetores da Junta Nacional de Segurança do Transporte dos Estados Unidos.

Os investigadores já encontraram as caixas-pretas do aparelho, que se dirigia para Nairóbi.