PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Airbus entra em nova era com francês Guillaume Faury à frente

10/04/2019 15h45

Paris, 10 Abr 2019 (AFP) - A fabricante aeroespacial europeia Airbus entra nesta quarta-feira em uma nova era com a chegada de um novo presidente executivo, o francês Guillaume Faury, em um contexto repleto de desafios industriais, comerciais e judiciais.

O francês de 51 anos substitui o alemão Tom Enders, que deixa o cargo após cinco anos à frente do grupo com sede na França, cujos 129.000 funcionários fabricam aviões, helicópteros e satélites.

Enders dirigiu a expansão da gigante europeia, mas seu mandato se viu afetado pela recente decisão de interromper a produção do superjumbo da Airbus, o A380, sua principal aeronave, após o cancelamento de várias encomendas, bem como investigação de suposta corrupção.

Faury, que atualmente dirige o departamento de aviação civil da Airbus, tomará as rédeas de um grupo financeiramente sólido, com uma carteira de encomendas de mais de 7.350 aviões, suficiente para manter durante os próximos dez anos os níveis de produção atual.

Mas o francês também herda um grupo desorientado pela crise de governabilidade que atravessa há um ano e meio. O resultado foi a saída sucessiva de vários de seus líderes históricos, inclusive o antigo número dois, Fabrice Brégier, que supostamente iria suceder Enders.

Outra fonte de preocupação para a gigante europeia são os Estados Unidos, após o presidente Donald Trump elevar o tom nesta semana, ameaçando impor tarifas sobre produtos europeus caso não acabem os subsídios à Airbus.

Guillaume Faury vai assumir após uma reunião do conselho diretor em Amsterdã nesta quarta-feira.

Descrito como um homem "acessível" e "eficaz" por executivos do grupo, Faury passou a maior parte de sua carreira na indústria aeroespacial, especializando-se em helicópteros.

dlm-meb/zm/ll/cc