PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Iniciativa popular europeia quer proibir os pesticidas sintéticos

25/11/2019 06h18

Paris, 25 Nov 2019 (AFP) - Uma Iniciativa Cidadã Europeia (ICE), apresentada nesta segunda-feira, pretende reunir mais de um milhão de assinaturas para obrigar a Comissão Europeia a abrir o debate sobre a proibição dos pesticidas sintéticos em 15 anos.

Sete cidadãos da Itália, Romênia, França, Áustria, Alemanha, Bélgica e Grécia apresentaram a iniciativa, que foi validada pela Comissão Europeia, de acordo com a ONG francesa 'Générations Futures'.

As ICE são uma ferramenta de participação cidadã que permite interpelar a Comissão sobre assuntos de iniciativa popular. Uma ICE apresentada em 2017 levou a Comissão a revisar a legislação sobre o glifosato, o polêmico herbicida acusado de provocar o desaparecimento das abelhas.

Até 30 de setembro de 2020, os cidadãos europeus podem aderir à iniciativa mas páginas https://www.savebeesandfarmers.eu/, https://www.generations-futures e fr/actualites/icepesticides.

"É ambicioso conseguir que os países alcancem um acordo para a proibição de pesticidas em 15 anos", admite Nadine Lauverjat, coordenadora da "Générations Futures".

"Mas temos que sair de um sistema agrícola exausto", completa.

Na França, após uma iniciativa similar, o governo se comprometeu a abandonar de maneira progressiva o uso do glifosato a partir de 1 de janeiro de 2021.

As ONGs afirmam que a iniciativa busca "a proibição progressiva de pesticidas sintéticos na agricultura europeia até alcançar 80% em 2030, priorizando os pesticidas mais tóxicos, para transformar o continente em território 'zero pesticidas' no mais tardar em 2035".

laf/ial/bma/af/fp