PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

United Airlines prevê corte de pessoal a partir de 1 de outubro

17/04/2020 14h49

Washington, 17 Abr 2020 (AFP) - A companhia aérea americana United Airlines planeja reduzir sua força de trabalho a partir de 1º de outubro, quando o plano federal de ajuda ao setor permitir, informou sua direção.

"Tomaremos decisões difíceis quando (...) nossa força de trabalho global for (menor) do que hoje a partir de 1º de outubro", disseram o CEO da empresa, Oscar Munoz, e o número 2, Scott Kirby, em uma carta aos funcionários.

"Não haverá férias obrigatórias ou cortes salariais para funcionários nos Estados Unidos antes de 30 de setembro", disseram eles, conforme previsto no acordo de princípio sobre um plano de resgate de companhias aéreas assinado na terça-feira entre o governo de Donald Trump e as empresas do setor nos Estados Unidos.

A United Airlines receberá "cerca de US$ 5 bilhões" de um total para o setor de US$ 25 bilhões, parte de um plano de recuperação econômica de US$ 2,2 trilhões.

"A demanda por viagens é próxima de zero e não mostra sinais de melhora no curto prazo", argumentam Munoz e Kirby, que preveem uma demanda muito fraca em 2020 "e provavelmente no próximo ano".

Nas próximas semanas, a companhia oferecerá férias voluntárias e programas de aposentadoria voluntária para os quais "mais de 20.000 funcionários já se inscreveram".

Nas duas primeiras semanas de abril, a empresa transportou 200.000 pessoas contra 6 milhões no ano passado no mesmo período.

Em maio, menos passageiros são esperados do que em um único dia de maio de 2019.

jul/vog/mr/yow/mr

UNITED CONTINENTAL HOLDINGS