PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

FMI aprova empréstimo de US$ 220 milhões para Afeghanistão enfrentar coronavírus

29/04/2020 18h46

Washington, 29 Abr 2020 (AFP) - Nesta quarta-feira, o conselho do FMI aprovou US$ 220 milhões em ajuda emergencial para o Afeganistão na tentativa de ajudar o país a lidar com o impacto econômico da pandemia de coronavírus.

"A pandemia está causando grandes danos à economia do Afeganistão, que deverá se contrair acentuadamente em 2020, pondo em risco a subsistência de um segmento significativo da população", afirmou o FMI em comunicado.

Os recuros do credor com sede em Washington "ajudarão a atender às necessidades urgentes" de financiamento, à medida que as autoridades aumentam os gastos críticos em saúde e prestam assistência social às famílias atingidas pela crise.

O Afeganistão, devastado pela guerra, verá sua economia se contrair este ano "levando a um aumento do desemprego e da pobreza".

O empréstimo vem da Linha de Crédito Rápido do FMI, que foi aumentada e dobrou de tamanho para obter ajuda rapidamente aos países mais pobres do mundo, que estão mais vulneráveis aos efeitos econômicos das paralisações para conter a epidemia.

Um país pode receber até dois empréstimos dessa Linha de Crédito em um período de 12 meses, pagar juros zero e levar 10 anos para pagar.

A diretora-gerente do FMI, Kristina Georgieva, disse que o fundo recebeu mais de 100 pedidos de ajuda de seus membros, e os países em desenvolvimento precisarão de cerca de US$ 2,5 trilhões para lidar com os impactos da pandemia.

hs/ft/cc