PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Petróleo mantém alta por medo do furacão Delta

Em Nova York, o barril de WTI para novembro fechou em alta, também de 3,29%, a 40,67 - Aly Song/Reuters
Em Nova York, o barril de WTI para novembro fechou em alta, também de 3,29%, a 40,67 Imagem: Aly Song/Reuters

06/10/2020 18h53

Os preços do petróleo permaneceram em alta nesta terça-feira (6) devido ao temor sobre o impacto do furacão Delta no Golfo do México.

As expectativas de um novo plano de ajuda econômico, que impulsionaram o mercado nos últimos dias, se diluíram com a suspensão das negociações com a oposição democrata no Congresso, decidida pelo presidente Donald Trump na terça-feira.

Nas negociações fora de hora, os preços do petróleo perdiam força.

No fechamento, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em dezembro fechou a 42,65 dólares (+3,29% com relação à segunda).

Em Nova York, o barril de WTI para novembro fechou em alta, também de 3,29%, a 40,67.

Uma greve na Noruega também segurou as cotações.

Delta atingiu categoria 4 de 5 e passará na quarta-feira pela península mexicana de Yucatán como furacão "extremamente perigoso", diante do qual ordenou-se a mobilização de 5.000 militares e a evacuação de turistas no balneário de Cancún.

O ciclone está no Caribe com ventos máximos sustentados de 220 km/h e rajadas mais fortes, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC), com sede em Miami.

"Os grandes produtores já evacuam suas plataformas no Golfo do México e o furacão se dirigirá à Luisiana (zona de produção e processamento) mais uma vez", resumiu Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.