PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Airbnb abre capital e espera valorização de US$ 35 bilhões

01/12/2020 16h44

Nova York, 1 dez 2020 (AFP) - Chegou a hora da estreia na bolsa da plataforma de hospedagens Airbnb, que anunciou nesta terça-feira (1) sua meta de arrecadar entre 2,1 e 2,6 bilhões de dólares quando abrir seu capital em Wall Street, o que lhe daria um valor de mercado de cerca de 35 bilhões de dólares.

A empresa, que conseguiu se recuperar de alguns meses difíceis no início da pandemia do novo coronavírus, vai colocar no mercado 51,9 milhões de ações a um preço de 44 a 50 dólares por ação, segundo documentos financeiros publicados nesta terça.

O Airbnb poderia valer cerca de 35 bilhões de dólares na Nasdaq, bolsa de valores onde será negociado sob o símbolo ABNB.

Fundada em San Francisco, Califórnia, há 13 anos, essa empresa criou um conceito que mudou para sempre a indústria de viagens, com quatro milhões de hóspedes e mais de 825 milhões de clientes em sua trajetória.

Em abril, seu valor estimado com base nas rodadas de financiamento era de 18 bilhões de dólares, de acordo com dados da rede CNBC.

Na época, a companhia se viu gravemente afetada pelas medidas de saúde pública impostas no mundo para conter o coronavírus. Seu faturamento nos primeiros nove meses de 2020 caiu em 32% em relação ao mesmo período de 2019.

Para lidar com a crise, o Airbnb buscou com urgência cerca de 2 bilhões de dólares e demitiu 25% de sua equipe.

Desde então, o grupo se recuperou com as férias de verão no hemisfério norte. Entre julho e setembro, seu faturamento foi de 219 milhões de dólares.

O Airbnb se beneficiou de reservas para fins de semana prolongados perto de casa ou de pessoas que buscavam fazer trabalho remoto em um local diferente de onde moram.

- Especulação imobiliária -A nova expansão da covid-19 no mundo pode afetar seus esforços, à medida em que novos surgem novas medidas de confinamento.

Mas o simples fato de o Airbnb poder obter ganhos trimestrais é positivo para Wall Street, onde muitas empresas de economia compartilhada, como a Uber, abriram o capital sem jamais terem sido lucrativas, devido ao seu potencial para o futuro.

O conceito do Airbnb surgiu em 2007, quando Brian Chesky e Joe Gebbia procuravam uma maneira de pagar seu aluguel.

Em meio a uma grave crise financeira no mundo, a ideia de encontrar aluguéis temporários mais baratos, ou de ganhar algum dinheiro com o aluguel de um quarto, rapidamente seduziu muita gente.

O Airbnb teve que superar resistências no início, quando algumas cidades assistiram com preocupação a conversão de casas particulares em hotéis, favorecendo a especulação imobiliária e afetando a receita dos hotéis tradicionais.

O grupo iniciou seu processo de abertura de capital no verão, seguindo um procedimento que permite não revelar imediatamente todos os seus números e, assim, expor-se mais lentamente ao escrutínio do mercado.

Sua chegada a Wall Street, porém, era aguardada desde setembro de 2019, quando anunciou suas intenções.

jum/lo/esp/mr/yo/ic/mvv

Uber