PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Wall Street fecha em alta na véspera do Natal

24/12/2020 19h12

Nova York, 24 dez 2020 (AFP) - A bolsa de Nova York fechou em alta nesta quinta-feira (24) em uma sessão mais curta e muito tranquila na véspera do Natal, com os investidores atentos ao destino do plano de auxílio da economia americana na pandemia.

O principal índice de Wall Street, o Dow Jones Industrial Average, subiu 0,23%, a 30.199,87 pontos. O Nasdaq, de forte composição tecnológica, subiu 0,26% até 12.804,73 pontos e o índice S&P 500 ampliado valorizou-se 0,35%, a 3.703,06 pontos.

Estes aumentos ocorreram "apesar das incertezas que cercam o plano de estímulo e o projeto de lei de orçamento, aprovados no começo desta semana pelo Congresso, mas sob uma ameaça de veto do presidente (Donald) Trump", afirmam os analistas da Charles Schwab.

Os legisladores republicanos na Câmara dos Representantes bloquearam nesta quinta-feira pela manhã uma proposta dos democratas para aumentar o montante dos cheques que serão enviados aos americanos mais vulneráveis de 600 a 2.000 dólares como parte do novo plano de estímulo.

O total do auxílio chegará a 900 bilhões de dólares.

O próprio presidente expressou seu descontentamento com o compromisso alcançado no começo da semana no Congresso depois de meses de intensas negociações.

Trump chamou o plano de "desgraça" e pediu um aumento no valor dos pagamentos diretos aos americanos.

No entanto, em caso de veto presidencial, o Congresso poderia aprovar o texto, adotando-o novamente pela esmagadora maioria daqueles que o apoiam.

Os agentes do mercado também tomaram nota do acordo histórico anunciado nesta quinta pela União Europeia e o Reino Unido sobre sua futura relação comercial, que lhes permitirá evitar no último momento a ausência de um compromisso, algo devastador para suas economias no fim do ano.

Entre os valores do dia, Alibaba caiu pouco mais de 13%. A gigante chinesa do comércio eletrônico é investigada pelo governo do seu país por "suspeita de práticas monopolísticas".

A Square, empresa de serviços de pagamentos e fundada pelo CEO do Twitter, Jack Dorsey, recuou 1,04%. Segundo a Bloomberg News, a companhia pretende comprar o Tidal, serviço de transmissão de música, que tem como principal acionista o astro do rap Jay-Z.

A fabricante de caminhões elétricos e a hidrogênio Nikola caiu quase 9%, após anunciar na quarta-feira que cancelava a associação com o especialista em coleta e reciclagem de resíduos Republic Services para fabricar um caminhão de lixo elétrico.

Foi mais um golpe para a Nikola, que viu a General Motors se recusar a ser seu acionista no mês passado.

O grupo também é objeto de várias investigações por fraude.

Wall Street não operará na sexta-feira, dia de Natal, e reabrirá na manhã de segunda-feira.

dho/lo/cjc/dg/gma/mvv

CHARLES SCHWAB

Alibaba

GENERAL MOTORS

Twitter

REPUBLIC SERVICES