PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Alumínio alcança preço recorde de 3.382,50 dólares por tonelada após ataque contra Ucrânia

24/02/2022 04h58

Londres, 24 Fev 2022 (AFP) - A cotação do alumínio atingiu nesta quinta-feira (24) o valor máximo histórico, a 3.382,50 dólares por tonelada, após o início de uma ofensiva militar russa contra a Ucrânia.

O novo recorde foi registrado pouco antes das 6h00 GMT (3H00 de Brasília), superando a marca anterior de 3.380,15 dólares a tonelada, estabelecida em 11 de julho de 2008, antes de recuar levemente a 3.372,50 dólares às 7h30 GMT (4H30 de Brasília).

"O aumento do preço do alumínio era previsível assim que a Rússia atacasse a Ucrânia", declarou à AFP Daniel Briesemann, analista do Commerzbank.

"Em caso de uma nova escalada, acreditamos que os preços podem subir mais", acrescentou.

Os preços do alumínio já estavam sendo negociados em níveis elevados, alimentados por tensões geopolíticas na Ucrânia e o confinamento de uma cidade produtora na China devido a problemas na cadeia de abastecimento, provocadas pelas medidas ambientais relacionadas aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim e preços de energia.

O conflito na Ucrânia contribui para a alta dos preços nos mercados de commodities, onde a Rússia "desempenha um papel fundamental", segundo a agência de classificação de risco Fitch, o que afeta a oferta global de alumínio e paládio.

A invasão da Ucrânia também elevou o preço do barril de petróleo, que superou 100 dólares pela primeira vez em mais de sete anos. O petróleo do tipo Brent alcançou 100,04 dólares por barril.

ode/lum/pc/js/fp