Petróleo ganha impulso em mercado com maior abertura ao risco

Os preços do petróleo subiram nesta quinta-feira (2) devido a um maior apetite pelo risco em um mercado convencido de que o ciclo de ajuste das taxas de juros nos Estados Unidos chegou ao fim.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em janeiro subiu 2,62% para US$ 86,85 em Londres.

Enquanto isso, o West Texas Intermediate (WTI) para dezembro cresceu 2,51% a US$ 82,46 em Nova York.

"Foi um dia favorável ao apetite pelo risco", resumiu John Kilduff, da Again Capital. "O Banco da Inglaterra manteve suas taxas, o Fed (banco central dos EUA) também, e os dados sobre os salários hoje foram muito positivos."

O custo da mão de obra caiu 0,8% no terceiro trimestre nos Estados Unidos em relação ao trimestre anterior, mais do que o esperado pelos economistas, que era 0,3%.

Esse número contribui para uma moderação da inflação.

"Seria necessário que essa tendência [de queda da inflação] se revertesse para justificar um novo aumento" das taxas pelo Fed, concluiu Michael Pearce, da Oxford Economics, em nota.

"É por isso que vemos movimentos importantes por todo lado" nos mercados, explicou Kilduff.

O dólar perdeu força diante da perspectiva de congelamento das taxas, o que tornou o barril de petróleo mais barato para investidores em outras moedas, o que tende a pressionar os preços à alta pelo efeito de uma maior demanda.

Continua após a publicidade

Além disso, a guerra no Oriente Médio oferece um "forte suporte" aos preços, tornando o patamar de US$ 80 "difícil de romper", afirmou Kilduff.

tu/nth/mr/gm/ic

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes