Wall Street fecha com tendências mistas e pausa altas de novembro

A Bolsa de Nova York deu uma pausa em seus ganhos de novembro nesta quinta-feira (16) e fechou com uma leve queda, ficando próxima do equilíbrio, afetada pelo setor de energia.

O índice Dow Jones cedeu 0,13%, a 34.945,47 pontos, o tecnológico Nasdaq subiu marginais 0,07%, a 14.113,67, e o S&P 500 avançou 0,12%, a 4.508,24.

O dia teve pouco destaque após vários dias de indicadores que impulsionaram a bolsa, começando pela moderação da inflação nos Estados Unidos.

O Departamento do Trabalho apresentou os dados semanais de pedidos de seguro-desemprego, com uma alta superior ao esperado, chegando a 231.000 solicitações (+13.000) na semana passada, um máximo em 12 semanas.

"É preciso concluir que isso é favorável ao Federal Reserve (Fed, banco central), cujo cenário preferido seria ver um enfraquecimento do mercado de trabalho" que ajude na luta contra a inflação, resumiu Patrick O'Hare, da Briefing.com.

Quanto à inflação, nesta quinta foi divulgado o dado de preços de importação em outubro, em queda de 0,8% em relação a setembro, sobretudo devido à redução nos preços da energia.

Trata-se de "um elemento encorajador adicional" em termos de preços, considerou Matthew Martin, economista da Oxford Economics. É a primeira vez em três meses que os preços de importação diminuem.

Além disso, a produção industrial caiu mais do que o previsto em outubro (0,6%), devido principalmente à greve que afetou o setor automotivo por seis semanas.

Entre os destaques do dia, as empresas do setor energético perderam terreno pela queda nos preços do petróleo a seus menores níveis desde julho, devido a temores sobre a demanda global.

Continua após a publicidade

Chevron perdeu 1,58%, ExxonMobil 1,15% e ConocoPhillips 2,64%.

vmt/cm/mr/cjc/ic/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes