Fed vê sinais de moderação na atividade econômica dos EUA

A atividade econômica nos Estados Unidos moderou-se nas últimas semanas e o mercado de trabalho continuou esfriando, apontou o Federal Reserve (Fed, banco central americano) em seu "Livro Bege".

O Fed anunciou este mês que manteria suas taxas básicas de juros em seus níveis mais altos em 22 anos, tentando levar a inflação à sua meta de 2% ao ano sem provocar uma recessão, uma combinação que, segundo os últimos dados macroeconômicos, parece se consolidar.

"A atividade econômica moderou-se desde o relatório anterior", destacou o Fed em sua pesquisa periódica sobre a economia americana, conhecida como o "Livro Bege".

Quatro das 12 filiais do Fed reportaram um crescimento "modesto" entre outubro e meados de novembro, e duas registraram estabilidade. O restante observou "leves declínios de atividade", indicou o Fed.

Ao mesmo tempo, a demanda por mão de obra continuou caindo.

Embora isto normalmente seja um sinal de preocupação para um banco central, que tem a dupla missão de conter a inflação e sustentar o emprego, trata-se de um dado que surge com taxas de desemprego em mínimos históricos e com o Fed tentando conter a demanda para diminuir as pressões sobre os preços.

da/sms/mr/ll/mvv/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes