Wall Street fecha com resultados mistos e quase estável

A Bolsa de Nova York encerrou esta quarta-feira (29) com tendências mistas e praticamente estável, em uma das últimas sessões de um mês de forte alta.

Depois de iniciar claramente no positivo, os índices terminaram sem uma inclinação definida. O Dow Jones ganhou apenas 0,04%, enquanto o tecnológico Nasdaq cedeu 0,16%, e o S&P 500 perdeu 0,09% no fechamento.

"Não tivemos movimentos nessas últimas sessões", destacou Steve Sosnick, da Interactive Brokers. "O mercado está digerindo os movimentos de novembro", acrescentou o analista, quando os índices poderiam fechar na quinta seu melhor mês do ano.

O Dow Jones subiu quase 8% no mês, o Nasdaq mais de 11% e o S&P 500 quase 9%.

"Dadas as condições atuais, seria necessário um catalisador mais forte para impulsionar as ações ainda mais", resumiu Art Hogan, da B. Riley Wealth Management.

O governo divulgou nesta quarta-feira a revisão do PIB dos Estados Unidos no terceiro trimestre, que ficou em 5,2% em projeção anual (o PIB em 12 meses, mantendo-se as condições no momento da medição). A cifra é maior do que os 4,9% inicialmente anunciados.

"Esses dados mostram que a economia americana estava a pleno vapor no terceiro trimestre, apesar das taxas de juros mais altas. [...] Porém, a atividade no quarto trimestre não deve ser tão robusta", estimou Patrick O'Hare, da Briefing.

De fato, a atividade econômica nos Estados Unidos desacelerou nas últimas semanas, e o mercado de trabalho continuou a esfriar, observou o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) nesta quarta em seu "Livro Bege".

Quatro das 12 filiais do Fed relataram um crescimento "modesto" entre outubro e meados de novembro, e duas relataram estabilidade. O restante observou "leves declínios na atividade", indicou o órgão.

Continua após a publicidade

Na quinta-feira, será divulgado o dado de inflação para outubro com o índice PCE.

vmt/nth/mr/ll/ic/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes