Wall Street fecha sem tendência definida e taxas dos títulos do Tesouro recuam

A bolsa de Nova York fechou sem tendência definitiva, mas próxima da estabilidade nesta terça-feira (5), enquanto aguarda os dados sobre o emprego nos Estados Unidos, que serão divulgados na sexta-feira.

Em um dia em que as taxas dos títulos do Tesouro voltaram a cair, o que geralmente beneficia as ações, o índice Dow Jones caiu 0,22%, o Nasdaq, de tecnologia, subiu 0,31%, e o S&P 500 fechou quase sem alterações (-0,06%).

As taxas dos títulos a 10 anos continuaram caindo, para 4,17% contra 4,25% na segunda-feira, atingindo o mínimo desde o início de setembro.

"Os rendimentos dos títulos estão reagindo de acordo com os dados econômicos" do dia, disse Art Hogan, da B. Riley Wealth Management, referindo-se à pesquisa JOLTS do Departamento do Trabalho sobre empregos vagos nos Estados Unidos.

Os dados mostraram uma forte diminuição em outubro, muito acima do que esperavam os analistas. Existem 8,7 milhões de empregos disponíveis no país, contra 9,4 milhões em setembro, de acordo com os números revisados. Este é o número mais baixo em dois anos, indicando que a política monetária restritiva do Federal Reserve (Fed, Banco Central americano) está desaquecendo o mercado de trabalho.

Para Olivia Cross, da Capital Economics, o Fed "pode ficar tranquilo antes da sua reunião na próxima semana, pois as pressões inflacionárias do mercado de trabalho estão se dissipando".

A reunião do Comitê Monetário do Fed será nos dias 12 e 13 de dezembro, e os investidores esperam que as taxas permaneçam nos níveis atuais, os mais altos em 22 anos.

Os investidores aguardam os dados de emprego na sexta-feira, e o mercado de ações teve pouca variação, observou Art Hogan.

Entre as principais ações, as gigantes de tecnologia reagiram positivamente à queda nas taxas. Apple (+2,11%), Amazon (+1,41%) e Alphabet (+1,35%) fecharam em alta.

Continua após a publicidade

A rede de farmácias CVS subiu 3,71% depois que o grupo revisou suas previsões de vendas. A empresa também aumentou seu dividendo trimestral em 10%.

vmt/eb/mr/am/mvv

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes