Wall Street fecha semana no azul

A bolsa de valores de Nova York terminou a semana em terreno positivo nesta sexta-feira (8), apesar de um mercado de trabalho mais dinâmico do que o esperado nos Estados Unidos antes da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

O índice Dow Jones subiu 0,36%, para 36.247,87 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq avançou 0,45% (14.403,97), e o S&P 500, 0,41% (4.604,37), atingindo o nível mais alto do ano.

O mercado de trabalho nos Estados Unidos se mostrou muito mais sólido do que o esperado em novembro, com 199.000 postos de trabalho líquidos criados, um aumento em relação aos 150.000 de outubro, segundo números publicados nesta sexta-feira pelo Departamento de Trabalho.

Também é superior aos 175.000 postos esperados pelo mercado, segundo o consenso reunido pelo site Briefing.com.

"O mercado de trabalho continua sólido, com um crescimento do emprego que continua sendo robusto e uma taxa de desemprego em níveis extraordinariamente baixos", comentou Rubeela Farooqi, economista da High Frequency Economics, em uma nota de análise.

A escassez de mão de obra fez subir os salários e pressionou para cima os preços nos últimos anos. O Fed, com sua política de aumento das taxas, buscou encarecer os créditos e esfriar assim o consumo e o investimento.

O banco central deseja certo esfriamento do mercado de trabalho que ajude a manter o aumento de preços sob controle.

Na terça e na quarta-feira, o Fed terá sua última reunião de política monetária do ano e o mercado espera que mantenha suas taxas de juros estáveis pela terceira ocasião consecutiva.

Os dados de emprego de novembro não modificam as perspectivas para o Fed, estimou Rubeela Farooqi: "Os juros estão em um máximo [em 22 anos] e a próxima medida do Fed será uma redução das taxas, provavelmente em meados do ano que vem".

Continua após a publicidade

"Se excluímos o impacto do retorno" aos trabalhos "dos grevistas" das "três grandes" montadoras de Detroit - Ford, GM e Stellantis - "o desgaste lento do mercado de trabalho continua", indicou à AFP Angelo Kourkafas, estrategista de investimentos do Edward Jones.

Além disso, o dado de confiança dos consumidores foi positivo para o mercado.

Segundo o dado preliminar da pesquisa da Universidade de Michigan, as famílias estão com melhor ânimo em relação à economia, mas, além disso, suas expectativas sobre a inflação diminuíram claramente.

Entre as ações do dia o destaque ficou para empresas de semicondutores como Intel (+1,30%) e Nvidia (+1,95%).

vmt/er/mr/rpr/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes