China exibe em Hong Kong seu avião C919 de fabricação local

O novo avião chinês de passageiros de fabricação local estreou, nesta quarta-feira (13), fora do território continental, com uma viagem de exposição a Hong Kong, onde a imprensa internacional observou a aeronave de perto pela primeira vez. 

O C919, que fez seu primeiro voo em maio, é crucial para os planos de Pequim de competir na aviação com seus rivais ocidentais e reduzir a dependência da China de tecnologia estrangeira. 

O elegante avião de fuselagem estreita, em exibição no Aeroporto Internacional de Hong Kong, sobrevoará o porto de Victoria, da cidade, no sábado. 

As autoridades chinesas esperam que o C919, construído pela estatal Commercial Aircraft Corp of China (COMAC), concorra com modelos estrangeiros como o Boeing 737 MAX e o Airbus A320. 

O chefe do Executivo de Hong Kong, John Lee, exaltou o desenvolvimento do C919 e do modelo menor ARJ21, também da COMAC, como "marcos importantes" no setor de aviação da China. 

"O desenvolvimento bem-sucedido chinês de uma grande aeronave de passageiros simboliza sua liderança na indústria de transporte", disse Lee em uma cerimônia no aeroporto. 

A China tem investido fortemente neste avião em busca de autossuficiência em tecnologias-chave, apesar de muitos dos componentes do C919 serem de fora do país. 

O avião recebeu no ano passado a certificação oficial para voar, após mais de uma década em desenvolvimento, embora ainda não tenha compradores internacionais. 

O C919, que pousou na cidade na terça-feira, voará duas vezes ao redor da ilha de Hong Kong no sábado, se o tempo permitir, informou o governo local.

Continua após a publicidade

hol/cwl/mas/ag/an/tt/fp

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes