UE estenderá suspensão de taxas sobre aço e alumínio dos EUA

A União Europeia (UE) anunciou, nesta terça-feira (19), que entrou em acordo com os Estados Unidos para prorrogar até 31 de março de 2025 a suspensão de seus encargos sobre produtos americanos, adotados por uma disputa que remonta ao governo de Donald Trump.

A disputa comercial teve origem em uma série de medidas do então presidente Trump em 2018, que incluíam uma pesada taxação sobre as exportações de aço e alumínio da UE.

Em resposta, a UE adotou medidas equivalentes, mas em 2022 decidiu suspender a aplicação dessas taxas para permitir que as partes negociassem uma solução.

Por sua vez, nos EUA, o governo de Joe Biden também suspendeu temporariamente sua taxação do aço e do alumínio europeu e passou a usar um sistema baseado em volumes negociados.

Originalmente, a suspensão dos encargos pela UE era válida até 31 de dezembro de 2023, mas a Comissão Europeia decidiu estendê-la até março de 2025.

A suspensão mútua de medidas restritivas "fornece o tempo e o espaço político necessário" para negociar uma solução definitiva para a controvérsia, afirmou a Comissão em comunicado.

Simultaneamente, a representante de Comércio dos Estados Unidos, Katherine Tai, observou em nota que as conversas eram "tecnicamente complexas".

A Comissão Europeia  garantiu que continuará negociando em busca da eliminação total dessas tarifas alfandegárias.

O comunicado de Tai, por sua vez, ressaltou o compromisso dos EUA com sua "parceria com a UE e com a permanência na mesa de negociações para continuar o progresso alcançado até agora".

Continua após a publicidade

ahg-bys/jvb/ic/mvv

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes